Ataque dos Cães traz Benedict Cumberbatch em atuação surpreendente

Bitsmag

Produção é dirigida por Jane Campion

Assisti este filme com muita má vontade porque eu odeio faroeste. Muito bem… Por causa dos atores, Kirsten Dunst, Benedict Cumberbatch e Jesse Plemons, eu resolvi assistir, e também por conta da diretora, Jane Campion, que me intrigou, porque ela faria um “western”?

O início foi difícil, com doses cavalares de masculinidade tóxica. Mas a ideia é essa mesmo, discutir esses valores. As atuações sublimes de todos os atores, incluindo Kodi Smit-McPhee, me fizeram ficar grudada na tela. 

O filme discute a masculinidade tóxica e oferece uma vingança aos mais prejudicados por esse câncer da sociedade. 

A trama do filme se passa nos anos 20 do século passado. Baseado em romance de Thomas Savage, o filme fala de um fazendeiro de atitude dominante (Benedict Cumberbatch) e crueldade sem limites que reage quando seu irmão (Jesse Plemons) leva para a fazenda sua nova esposa (Kirsten Dunst) e seu filho (Kodi Smit-McPhee). O clima de guerra se instala na família e os episódios de tortura psicológica se multiplicam contra a mulher e o jovem. No entanto a roda da fortuna começa a rodar e as posições acabam se alternando.

Muitos críticos estão elegendo esta como a melhor atuação de Benedict Cumberbatch, que já foi indicado ao Oscar em 2015 por O Jogo da Imitação. Cumberbatch realmente está brilhante neste filme, mas a grande surpresa fica por conta de Kodi Smit-McPhee. 

A fotografia é espetacular. Filmado na Nova Zelândia, em cenários que fazem parecer com o estado americano de Montana, onde se passa a trama, o filme traz o trabalho da diretora de fotografia Ari Wegner. Ela conseguiu um resultado muito bonito trabalhando com as limitações das gravações externas e a pouca luz nas locações internas. 

Com certeza um dos melhores filmes produzidos pela Netflix e deve levar alguns prêmios nesta temporada de Globo de Ouro e Oscar.

Confira o trailer: 

Bitsmag