David Hockney em retrospectiva no Metropolitan de N.York

David Hockney em retrospectiva no Metropolitan de N.York

Grande exposição que já passou por Londres e Paris será a única nos Estados Unidos


Esta é uma ótima dica para quem estiver em N.York a partir de 27 de novembro deste ano e até 25 de fevereiro de 2018. O Metropolitan Museum de N.York estreia uma retrospectiva do artista plástico britânico David Hockney. Esta será a única apresentação desta exposição nos Estados Unidos, comemorando o aniversário de 80 anos do artista.

Fazem parte da mostra seus trabalhos mais importantes, além de obras que marcam momentos chave de sua carreira desde os anos 60 até hoje. Pintura, desenho, fotografia, colagem e vídeo estão incluídos, de seu envolvimento com o Expressionismo Abstrato, passando por experimentações com ilusão e realismo, a arte pop e sua fase mais recente, as paisagens.

Nascido em West Yorkshire, David Hockney estudou na Bradford School of Art e se mudou para Londres em 1959, continuando seus estudos na Royal College of Art. Trabalhando com uma variedade bem grande de mídias, com parcelas iguais de inteligência e ironia, desde os anos 60 David Hockney vem examinando, experimentando e questionando como transcrever o movimento, o espaço e o tempo em duas dimensões.

Sua trajetória se distingue tanto pelo sucesso desde o início da carreira, quanto pela intenção de superar convenções sociais e artísticas. A temática homo erótica, o estilo figurativo, além da sua admiração pelas paisagens e a descrição da sociedade americana, são destaques de sua obra. Paisagens californianas do final dos anos 60 são marca registrada da pintura de Hockney, bem como os retratos de figuras proeminentes em N.York, Londres e Los Angeles.

David Hockney sempre experimentou com técnicas antigas e modernas. Da fotografia com Polaroid nos anos 70 a composições criadas para iPhone e iPad, o artista foi buscar no passado a experimentação de fazer retratos com camera lúcida, uma prática usada pelos pintores do século XVIII. Exemplos desses experimentos também fazem parte da exposição do Metropolitan.

Conteúdo relacionado:

O final da mostra traz a produção mais recente de David Hockney, com paisagens californianas, mostradas pela primeira vez ao público. O artista voltou a viver nos Estados Unidos em 2013.

Esta mostra foi organizada em parceria com a Tate Britain de Londres, o Centro Pompidou de Paris e o Metropolitan Museum de N.York. A curadoria é de Ian Alteveer.

No dia 5 de fevereiro de 2018 os atores Alan Cumming e Simon Callow vão fazer uma encenação inspirada na pintura The Animals: Love Letters between Christopher Isherwood and Don Bachardy, retrato de 1968.

Metropolitan Museum of Art
1000 5th Ave, New York, NY 10028, EUA
Iris and B. Gerald Cantor Galleries, Gallery 999
De domingo a quinta-feira das 10h às 17h30min.
Sexta e sábado das 10h às 21h
Tel: 212-731-1498
Ingresso sugerido: U$ 25; U$ 17 (idosos); U$ 12 (estudantes)
O preço do ingresso é apenas uma sugestão, é possível entrar no museu gratuitamente.

Deixe um comentário:

comments

Powered by Facebook Comments