Anúncios

Coisa Mais Linda na Netflix

Bitsmag
Pathy Dejesus e Maria Casadevall em Coisa Mais Linda, seriado da Netflix

Música brasileira pra inglês ver no novo seriado brasileiro

Dá até orgulho de ver o esmero na produção do seriado Coisa Mais Linda, da produtora Pródigo Filmes, original da Netflix. O cuidado e a pesquisa em figurinos e cenários de época resultam em um trabalho limpo, aliado à cinematografia, formando um produto de primeira linha.

Maria Casadevall é Maria Luiza, jovem paulistana casada com um carioca e que ainda não conhecia o Rio de Janeiro do final dos anos 50. Ela deixa seu filho de 5 anos e a casa da família de ricos fazendeiros, para encontrar o marido no Rio. De cara ela sofre um baque: ao chegar no endereço do marido no Rio, um apartamento bem modesto, não o encontra, o marido desapareceu. 

Leia também…

  1. The Marvelous Mrs Maisel
  2. Dietland no Amazon Prime no final de julho
  3. Minissérie The Looming Tower mostra o que levou ao 11 de setembro
  4. Séries do Facebook Watch americano podem ser acessadas no Brasil

É então quando se dá conta de que foi ludibriada: não só o marido sumiu, como também levou todo seu dinheiro, fazendo uma limpa na conta bancária do casal. A salvação vem em forma de festa. A melhor amiga, uma outra paulista que vive no Rio, a leva para uma festa no iate de um amigo rico e cheio de amigos exóticos e artistas. 

Coisa Mais Linda conta uma história improvável para a época, o Brasil do final dos anos 50. Fica difícil acreditar que naqueles anos em que o Rio de Janeiro ainda era a capital do Brasil, uma turma de mulheres se jogasse de corpo e alma na aventura de ter uma carreira própria e ser independente financeiramente, seja de marido ou de pais. Seria mais verosímil se a história se passasse no Brasil de meados dos anos 70, uns 15 anos depois da época retratada na série.

Ainda assim, para o público mais jovem, que não tem muita ideia dessa cronologia, a série deve bater fundo, principalmente por falar da gênese da Bossa Nova. 

O calcanhar de Aquiles da série é o problema recorrente na produção audiovisual nacional: o roteiro. A preocupação com o trabalho de reconstituição de época acabou levando os autores do texto a adotarem linguagem às vezes pouco coloquial, além de misturar gírias atuais com uma linguagem improvável. Além da questão dos diálogos a história já deixa uma lacuna logo no início. Quem é o marido de Maria Luiza, como ela vai parar no Rio de Janeiro nos primeiros 5 minutos do primeiro episódio? Ficou muito mal explicado, sem contexto. 

De qualquer forma o seriado prende a atenção, principalmente pela atuação dos atores, em particular Maria de Casadevall, uma das principais atrizes brasileiras de sua geração. Ela chega a salvar várias cenas que sem ela seriam um desastre, desconexas. O resto do elenco também faz um trabalho primoroso.

Não deixe de prestigiar Coisa Mais Linda, o seriado vai melhorando a cada episódio e vale muito à pena a maratona. 

Anúncios
Bitsmag