Dançando Para o Diabo: O Culto 7M do TikTok


Bitsmag
As irmãs Wilking, Melanie e Miranda

Documentário da Netflix mostra igreja de Los Angeles que se confunde com agência de artistas

O quem tem a ver crença religiosa com agências ou redes de contatos de emprego na indústria do entretenimento? A Igreja da Cientologia é a mais famosa nesse conceito. São cientólogos alguns grandes astros de Hollywood como Tom Cruise, John Travolta, Elizabeth Moss e Giovanni Ribisi, entre outros. 

O seriado documental Dançando Para o Diabo: O Culto 7M do TikTok, em cartaz na Netflix, vem batendo recordes de audiência na plataforma e inundando imprensa e redes sociais de polêmica. O documentário tem três episódios e fala de um grupo de dançarinos muito populares no TikTok e em outras redes sociais. Todos são agenciados pela empresa 7M Films que seria ligada a uma igreja cristã chamada Shekinah cujo pastor é um coreano radicado nos Estados Unidos, Robert Shinn. 

Em Dançando Para o Diabo: O Culto 7M do TikTok acompanhamos familiares tentando se conectar com dançarinos que ainda são agenciados pela 7M e dançarinos que abandonaram a agência e a Igreja Shekinah. 

Uma das dançarinas é muito famosa no TikTok e ainda é agenciada pela 7M. É Miranda (Wilking) Derrick que tinha um canal com sua irmã chamado The Wilking Sisters (As Irmãs Wilking). Miranda participou da décima segunda temporada do programa de competição de dança So You Think You Can Dance, em 2015. 

As irmãs Wilking viviam em Los Angeles e produziam conteúdo para seu canal no TikTok até que Miranda conheceu o dançarino James (BDash) Derrick e se casou com ele. O relacionamento com Derrick aconteceu ao mesmo tempo que Miranda entrou na agência 7M Films e na Igreja Shekinah. Nessa época ela passou a se afastar da família. O comportamento é comum a todos que são agenciados pela 7M a qual, supostamente, encoraja esse distanciamento. 

Melanie Wilkings e seus pais não gostaram nada desse afastamento e, desde 2022, vem tentando chamar a atenção do público para o culto da Igreja Shekinah e a conexão com a agência 7M Films, de propriedade do pastor Robert Shinn. Miranda, no entanto, não deixou a Igreja e a agência 7M. 

O documentário exibe entrevistas com a família do dançarino Nick “Raino” Raiano que cada dia está mais inacessível para seus pais. Dançando Para o Diabo: O Culto 7M do TikTok mostra ainda as irmãs Melanie e Priscylla que foram fiéis da Igreja desde 1999 e abandonaram anos depois. Na verdade elas tiveram de fugir para abandonar a igreja e Robert Shinn. 

Mais seriados no streaming…

As alegações são das mais graves contra o pastor Shinn e no momento várias ações judiciais estão sendo movidas contra ele e contra a agência 7M Films. 

Miranda (Wilkings) Derrick tem postado em suas redes sociais que tem recebido um feedback violento por causa do documentário. Em postagem no TikTok e no Instagram ela alega estar sofrendo ameaças de agressão e morte por sua ligação com o suposto culto de Robert Shinn que é acusado por ex-membros da Shekinah de trabalho escravo, abuso sexual e estupro, entre outras coisas.

Ainda vai se ouvir falar muito de Robert Shinn, sua igreja e sua agência de artistas. As ações judiciais ainda não foram julgadas e o desenrolar desses processos deve gerar muita repercussão.

Entre os dançarinos que saíram do culto e da agência 7M estão Kevin “Konkrete” Davis, bailarino da turnê Renaissance de Beyonce, Kailea Gray, Aubrey Fisher-Greene e Kylie Douglas.

Para todos nós que abandonamos (a 7M), é complicado deixar de depender de alguém para obter aprovação para as coisas. É complicado buscar orientação sobre tudo o que você está fazendo. Agora temos de assumir tudo sozinhos: ‘OK, agora é só comigo; Estou tomando todas as decisões novamente’. É como se você estivesse reaprendendo a ser você de novo.


Kylie Douglas para o site Tudum da Netflix

Confira os posts de Melanie e de Miranda sobre a repercussão do documentário e como está afetando suas vidas:

@melaniewilking

Wanted to share a little message and say thank you so much from the bottom of my heart❤️ #dancingforthedevil #netflix #documentary #7m #cult

♬ original sound – Melanie Wilking
Bitsmag