Retrospectiva Kandinsky: Tudo Começa num Ponto

Bitsmag
"Dois Ovais", 1919
“Dois Ovais”, 1919

Rio de Janeiro recebe mostra do precursor do abstracionismo

A partir desta quarta e até 30 de março fica em cartaz no CCBB do Rio de Janeiro a exposição Kandinsky: Tudo Começa num Ponto. Com cerca de uma centena de obras e objetos, a mostra apresenta, além de peças de altíssimo nível do mestre do abstracionismo, ítens de folclore e cultura russos e obras de arte de contemporâneos do artista e outros que o influenciaram. O acervo foi compilado pelos curadores Evgenia Petrova e Joseph Kiblitsky com base na coleção do Museu Estatal Russo de São Petesburgo além de obras de mais de sete museus da Rússia e de coleções particulares da Alemanha, França, Inglaterra e Áustria.

Kandinsky: Tudo Começa num Ponto mergulha no processo criativo de Kandinsky que além de artista plástico foi poeta, escritor e professor da Bauhaus além de grande apreciador de música clássica moderna. Peças da arte popular do norte da Sibéria, objetos de rituais xamânicos e obras realistas do início de sua carreira colocam em perspectiva as motivações da arte de um dos maiores nomes da pintura russa ao lado de Marc Chagal e Kasimir Malevich.

No catálogo da exposição Evgenia Petrova explica a curadoria:

“Ao selecionarmos obras para essa exposição, seguimos a biografia do artista até sua partida definitiva da Rússia, em 1922, e recorremos a suas memórias (Degraus), artigos e catálogos das exposições organizadas durante a vida do pintor, especialmente O Cavaleiro Azul e o Salão de Izdebsky. Como isso nos ajuda a entender Kandinsky? A nosso ver, o contexto em meio ao qual Kandinsky se formava como artista plástico é um fator muito importante.”

Sendo assim a mostra se divide em 5 etapas:

  1. Kandinsky e as raízes de sua obra em relação à cultura popular e o folclore russo
  2. Kandinsky e o universo espiritual do xamanismo no Norte da Rússia
  3. Kandinsky na Alemanha e as experiências no grupo Der Blaue Reiter, vida em Murnau
  4. Diálogo entre música e pintura: a amizade entre Kandinsky e Schonberg
  5. Caminhos abertos pela abstração: Kandinsky e seus contemporâneos

Vários filmes e vídeos são projetados em todo o espaço expositivo. Na rotunda do CCBB uma instalação em realidade virtual permite uma viagem dentro de um dos quadros abstratos de Kandinsky.

Retrospectiva Kandinsky: Tudo Começa num Ponto fica em cartaz no Rio até 30 de março e depois segue para Belo Horizonte (de 15 de abril a 22 de junho) e São Paulo (de 9 de julho a 28 de setembro). A mostra é produzida pela Arte A Produções que realizou em 2009 a bem sucedida exposição Virada Russa, também no CCBB.

Kandinsky: Tudo Começa num Ponto
De 28|01 a 30|03 de 2015

CCBB Rio de Janeiro
Rua Primeiro de Março, 66, Centro 
Tel: 21-3808-2020
De quarta a segunda, das 9h às 21 horas

CCBB Belo Horizonte
de 15|04 a 22|06 de 2015

CCBB São Paulo
De 09|07 a 28|09 de 2015

Bitsmag