Professor de Rock fala sobre o maior sucesso dos Smiths

Bitsmag
Vinyl 7 polegadas – How Soon Is Now, The Smiths

Canal do YouTube é ótima fonte de história e crítica musical de rock e pop dos anos 80 e 90

Fico muito triste quando vejo alguém desdenhar criadores de vídeos do YouTube: “aihnnnnnn, outro youtuber…”. Segunda maior plataforma de pesquisa na internet mundial, o YouTube tem muita porcaria, mas também tem muita coisa boa, depende do que a pessoa está procurando e se tem capacidade de garimpar bons canais. O algorítimo vai ler esta movimentação e vai mostrar conteúdo de acordo com a pesquisa do usuário.

Hoje em dia eu assisto muito mais YouTube que TV normal. É YouTube, plataformas de stream para seriados e filmes e um pouco de noticiário no GNT. Na minha casa a TV convencional morreu faz tempo, mas agora está praticamente enterrada.

No YouTube assino mais 500 canais, entre eles o Professor of Rock. O apresentador Adam Reader faz um ótimo trabalho, poucas vezes visto em programas da TV convencional ou mesmo em publicações musicais. Uma pesquisa fantástica embasa a crítica musical e o criador não deixa de lado a questão visual, mostrando um belo cenário, bem iluminado e colorido, cheio de capas de discos, jukebox etc. Por vezes ele entrevista astros da música. Na minha opinião é o melhor veículo de história da música pop dos anos 80 e 90.

No episódio Story of How an 80’s B Side Became this Band’s Greatest Song ele conta a história da música How Soon Is Now, dos Smiths, com direito a toda uma pesquisa sobre as influências de Johnny Marr para compor esta faixa, considerada por muitos o maior hit da banda. Ele fala do inconfundível riff de guitarra, mostra todos os artistas e músicas que inspiraram Johnny Marr, fala da letra, que é lindíssima, enfim, mostra conteúdo histórico e boa crítica musical. 

A letra de How Soon Is Now, de Morrissey, é maravilhosa, mas esta música é a maior tradução do talento e inventividade de Johnny Marr.

Morrissey parece que há anos está fazendo de tudo para derrubar o legado dos Smiths, sem sucesso. Por mais que ele tente, não vai conseguir apagar esse momento chave da história do rock. 

Fique com o programa de Adam Reader e uma coleção de disparates que Morrisey vem dizendo na imprensa nos fazendo questionar sua sanidade…

Bitsmag