Festival SXSW 2019

Bitsmag

Evento leva ao Texas cultura, tecnologia e pensamento

O SXSW – festival South by Southwest – acontece este ano pela 33a vez em Austin, capital do Texas. Mais uma vez se reúnem no evento alguns dos nomes mais inovadores em suas áreas de atuação: tecnologia, games, mídia, cinema, política, negócios, publicidade e marketing e música. 

O Brasil nos últimos anos tem enviado uma delegação de peso, principalmente na área Interactive que promove conferências de tecnologia, marketing e negócios.

Em 2018 o festival abraçou o enorme mercado de e-gaming e acrescentou uma feira de jogos ao evento. 

Estive no festival nos últimos dois anos, 2017 e 2018 e a experiência foi avassaladora em termos de quantidade de informação e experiências. Além dos eventos oficiais da conferência, marcas e países também se estabelecem em Austin nos dias de SXSW e montam ações de marketing em diversos endereços. 

O dia começa à 8 da manhã, na primeira palestra, e só termina de madrugada na rua 6, no centro de Austin, que abriga a maioria dos clubes e casas noturnas. O dia pode também finalizar numa das festas das casas de marcas ou de países. 

No dia seguinte começa tudo de novo com mais conferências, shows, exibição de filmes e exposições de arte ou realidade virtual. 

Este ano não vai ser diferente. Quem abre a mostra de cinema é Jordan Peele, o diretor de Corra! com seu novo filme, Us. Lupita Nyong’o, Winston Duke e Elizabeth Moss estão no elenco. 

A Realidade Virtual tem sido uma das estrelas nos últimos anos. Jaron Lanier, um dos inventores da tecnologia, mais especificamente da luva, é um dos palestrantes. Lanier, o qual entrevistei nos anos 90, foi considerado um dos maiores intelectuais do mundo em 2010 pela revista Time.

Jeffrey Katzenberg, ex CEO da Disney e um dos maiores empresários do entretenimento, vai à SXSW 2019 para falar de suas novas empresas. A WndrCo investe, adquire, desenvolve e opera tecnologias e a Qibi foi criada para desenvolver uma plataforma de entretenimento voltada para celular exclusivamente.

Os assuntos do momento estarão em discussão, como as criptomoedas e os negócios “Cannabusiness”, a economia que está aflorando nos Estados Unidos com a crescente legalização da maconha em diversos estados. 

O cineasta Cameron Crowe participa do evento em 2019, ao lado de David Crosby da  banda Crosby, Stills, Nash & Young. Um documentário sobre Crosby acaba de ser produzido por Cameron Crowe e vai ser exibido no festival.

Related Posts

Política tem sido outro assunto bastante ventilado no SXSW. Bernie Sanders teve uma das conferências mais disputadas de 2018 e outra democrata, Alexandria Ocasio-Cortez, está na programação. Cortez está balançando as estruturas do congresso americano, por um lado sendo uma voz para sua comunidade, os latinos dos Estados Unidos. A congressista venceu as eleições numa campanha sem ajuda de dinheiro de empresas e sua popularidade é enorme.

Futuro é a tônica do festival e escritores de ficção científica estão sempre na pauta. Este ano Bruce Sterling e Neil Gaiman estarão na programação para conferências e mesas de discussão. 

As redes sociais e os influenciadores poderão tirar dúvidas sobre uma das plataformas mais bem sucedidas, o Instagram. Um de seus fundadores, Mike Krieger, participa de mesa de discussão ao lado de Kevin Systrom e Josh Constine. 

A divisão de música ainda está sendo programada mas alguns nomes já foram divulgados como Shirley Manson e Lauren Mayberry. Alguns brasileiros já estão escalados como Fernanda Takai e Xenia França.

O documentário Amazônia Groove foi escalado para o festival de cinema. O filme mostra um apanhado dos ritmos musicais brasileiros encontrados na Amazônia paraense.

Bitsmag