Festival do Rio 2018

Bitsmag
Documentário RBG: Hero. Icon. Dissenter

Dicas do Bitsmag da programação do maior festival de cinema do Rio de Janeiro

O maior festival de cinema do Rio de Janeiro esteve ameaçado este ano, mas felizmente está em cartaz. Até domingo, 11 de novembro, os cariocas podem conferir um bom apanhado de tudo de novo que foi lançado no cinema mundial. De segunda a quarta (12 a 14 de novembro) acontece a repescagem com novas exibições de filmes da programação da mostra. 

Mesmo em época de crise o Festival do Rio traz este ano convidados internacionais como os diretores de cinema franceses Olivier Assayas e Antony Cordier, a diretora chilena Dominga Sotomayor, os argentinos Gaston Duprat, Ana Katz, Monica Lairana, Benjamin Naishtat e Juan Vera, o português Antonio Ferreira, o sino-americano Li Cheng, o panamenho Frank Spano, os italianos Pappi Corsicato, Valerio Mieli, Pippo Mezzapesa e Angelo Pasquini e a americana Crystal Moselle.

Assayas, que tem no currículo Personal Shopper, Irma Vep e Les Destinées Sentimentales, traz Vidas Duplas com Juliette Binoche e Guillaume Canet no elenco. Já Juan Veras veio lançar Um amor inesperado, novo sucesso de Ricardo Darin.

Como em todas as edições o Festival traz uma boa seleção de documentários sobre artes plásticas, moda, música e cultura em geral. Este ano os destaques nessa programação ficam por conta de Kusama – Infinito, documentário indicado ao Grande Prêmio do Júri no Festival de Sundance. O filme mostra a batalha da artista japonesa radicada nos Estados Unidos, enfrentando o machismo e o racismo e uma doença mental para conseguir se estabilizar somente décadas após seus pares, os artistas pop dos anos 60 e 70. 

O documentário da HBO O Preço de Tudo tem estréia no festival. É bom frisar que não se tem previsão da estreia na HBO brasileira, posto que a filial tupiniquim da emissora e produtora americana é bastante sofrível no que diz respeito a programação. Não se sabe segundo quais critérios os funcionários brasileiros escolhem ou deixam de escolher os grandes títulos produzidos pela HBO americana. Vez por outra deixamos de receber ótimas produções originais ou ainda essas pessoas censuram episódios de programas correntemente exibidos no Brasil, como o episódio da série Last Week Tonight de John Oliver de semanas atrás onde Oliver fala justamente sobre a eleição brasileira. Sendo assim, quem se interessa por artes plásticas e seu incompreensível método de precificação das obras, deve conferir O Preço de Tudo (The Price of Everything), também indicado ao Grande Prêmio do Juri do Festival Sundance. O questionamento sobre a relação entre arte e mercado é dos mais importantes na história da arte. 

Para os amantes da moda a programação abriga o documentário Westwood: Punk, Icon, Activist, sobre a britânica Vivienne Westwood, um ícone ainda em atividade. Já no campo da música e do comportamento, o documentário Studio 54 coloca mais uma luz sobre a breve mas avassaladora onda da discoteca, cuja maior tradução foi este clube novaiorquino de Ian Schrager e Steve Rubell. 

Documentário: Kusama – Infinito

Dois documentários trazem concertos do elogiadíssimo trabalho do compositor japonês Ryuichi Sakamoto. 

Para os amantes das teorias conspiratórias e dos confins da escuridão da internet, a dica é o documentário The Cleaners. A co-produção Brasil-Alemanha mostra a indústria fantasma que se dedica à “limpeza digital”, serviço de remoção de milhares de posts, fotos e vídeos impróprios. O questionamento é muito interessante e envolve a liberdade de expressão e os excessos da internet.

Outro documentário imperdível da programação do Festival do Rio 2018 é RBG: Hero, Icon, Dissenter. Ruth Bader Ginsburg é uma das juízas da suprema corte americana, posto mais alto da carreira de jurista nos Estados Unidos, um cargo vitalício. O filme acompanha Ruth em seu cotidiano e mostra sua história de defensora dos direitos humanos. A jurista de 85 anos teve um acidente em seu escritório esta semana, fato que já causou um frenesi quanto a sua permanência no cargo. 

Claro que nem só de bons documentários consiste a programação da mostra carioca. Uma boa dica do Bitsmag é o filme Profile, resenhado aqui por seu lançamento no festival SXSW 2018. Outra dica comprovada do Bitsmag é o filme dinamarquês Culpa,a história de um policial operador de chamadas de emergências que recebe a ligação de uma mulher sequestrada. O filme é ganhador do prêmio de público em Sundance 2018 e promete uma boa dose de suspense e questionamento ético. 

Para quem quer conferir a cinematografia latino americana uma dica do Bitsmag, comprovada, é o uruguaio Belmonte. O filme mostra a história de um pintor de meia idade, recém separado e com uma filha. As indagações do artista e suas batalhas internas no que diz respeito a família e relacionamentos é o centro desta narrativa.

O Bitsmag aposta ainda em quatro filmes da programação. Portal da Eternidade, novo filme do artista plástico e cineasta Julian Schnabel, promete uma indicação ao Oscar para Williem Dafoe que interpreta Vincent Van Gogh. A história mostra os anos de Van Gogh nas aldeias de Arles e Auvers-sur-Oise e sua batalha com a doença mental e a pobreza. Premiado no Festival de Veneza, o filme traz ainda no elenco Mathieu Amalric, Emmanuelle Seigner, Mads Mikkelsen, Rupert Friend e Oscar Isaac, entre outros.

Guerra Fria, indicado à Palma de Ouro do Festival de Cannes e que teve Pawel Pawlikowski (de Ida) premiado como melhor diretor, conta a história de um amor impossível na Polônia e em Paris nos anos 50, durante a guerra fria. 

Mais uma aposta do Bitsmag é o primeiro filme dirigido pelo ator americano Paul Dano, Vida Selvagem. O filme foi indicado ao prêmio Golden Câmera no festival de Cannes e ao Grande Prêmio do Juri em Sundance. O filme se passa no interior dos Estados Unidos nos anos 60 e conta a história de Joe, um garoto de 14 anos. Um incêndio atinge a área fronteiriça com o Canadá e seu pai ajuda no combate ao fogo e resgate das vítimas.

Documentário: Studio 54


Os festivais de cinema são oportunidades únicas de conferir cinematografias menos populares em nossos serviços de streaming ou telas de cinema. Bitsmag aposta no filme norueguês Utoya que mostra um dos terríveis ataques do terrorista de extrema direita Anders Behring Breivik, história verídica que mostra o racismo e a psicopatia de um assassino neste país escandinavo.

Não deixe de prestigiar o Festival do Rio 2018. O circuito envolve os cinemas do Grupo Estação: Net Rio, Estação Botafogo, Net Ipanema e Net Gávea, aliem da Cinemateca do Mam, o cinema Odeon e o Instituto Moreira Salles.

Confira todas as informações e programação no site oficial do Festival do Rio 2018

Bitsmag