Advertisements

Melody Makers

Bitsmag
Melody Makers

Documentário revela a história da revista de música britânica Melody Maker

Houve uma época na história da música pop em que os jornalistas de música eram quase mais idolatrados que os próprios rock stars. Um dos  epicentros dessa atividade dos anos 60 até este milênio foi a revista britânica Melody Maker. 

Leslie Ann Coles realizou o documentário Melody Makers baseado nas memórias do chefe de fotografia da revista entre os anos 1965 e 1975, Barrie Wentzell. O filme é repleto das centenas de fotos clicadas por Barrie em sua carreira, além de entrevistas com seus colaboradores e amigos. 

A publicação Melody Maker, fundada em 1926, foi a primeira revista dedicada à música popular no mundo. Por décadas se concentrou em jazz e era concentrada na indústria, principalmente músicos que dependiam dos classificados para oferecer ou conseguir trabalho. 

Entre as lendárias bandas que acharam seus membros nas páginas da revista estão o Roxy Music, os Rolling Stones, o Pink Floyd e o Led Zeppelin. Uma das fotos mais emblemáticas do filme mostra Pete Townshend mostrando sua carteira do sindicato dos músicos. O guitarrista escrevia tantas cartas à redação reclamando que lhe deram uma coluna mensal. 

A revista se voltou para a música pop e o rock nos anos 60, o que fez com que vários jornalistas da época se demitissem. O documentário mostra como a publicação foi influente e considerada por muitos a “bíblia” da música pop. 

Nos anos 80 a Melody Maker perdeu bastante influência por não ter acompanhado com o devido apreço o movimento new wave e punk. A publicação tiva, o New Musical Express, acabou se tornando mais influente. No ano 2000 os dois veículos se fundiram e a Melody Maker deixou de existir. 

Advertisements
Bitsmag