Amy Schumer é a mulher que faltava no entretenimento

Bitsmag

Amy Schumer é a mulher que faltava no entretenimento

Amy Schumer mostra a verdadeira face das mulheres da atualidade – confira os seriados e filmes da comediante americana

Quando penso na idade, que não volta atrás, não penso em voltar no tempo. Não tenho nostalgia, não gostaria de reviver minha vida, principalmente na época que eu vivi. Na verdade, a dor de corno da idade só me aparece quando vejo que vivi numa sociedade machista, atrasada onde a mulher ainda tinha que seguir um determinado padrão, mesmo já tendo oportunidades de trabalho e de uma vida independente. Me dá uma inveja danada ver que as jovens de hoje contam com um mundo muito mais aberto, mais receptivo, com figuras de ponta que estão longe do estereótipo da infeliz que tem de ser magra, linda, bem comportada e casta e que no final, mesmo sendo uma super profissional e de ser completamente auto-suficiente, seu sucesso é medido em termos de padrão de beleza e desfecho no casamento. Precisa ter um homem para validar o sucesso feminino, senão ela é uma fracassada. Isso infelizmente nem é uma visão masculina e sim das próprias mulheres.

Enquanto eu vivi minha juventude numa sociedade que inclusive me discriminou e que me fez discriminar a mim mesma apenas por ter alguns quilos a mais, ou por gostar de ser independente, as meninas de hoje tem um leque bem maior de modelos a seguir. Apesar da dor de corno da idade que me acomete quando vejo que o mundo de hoje é muito melhor do que aquele da minha juventude, fico feliz que chegamos a um ponto onde uma figura tão esclarecida possa colocar tão claramente o que é realmente ser uma mulher no mundo de hoje.

Essa pessoa é a comediante americana Amy Schumer. Poucos aqui a conhecem, nem lançaram aqui nos cinemas o filme dela, Descompensada (disponível no iTunes), o maior sucesso cinematográfico do verão americano em 2015. Amy resume de forma divertida mas bastante sarcástica a crítica sobre a mulher de hoje. Depois de Sex and The City, que acabou virando apenas um display de moda e depois de Girls, um retrato também bastante ácido, mas um pouco restrito em termos de lugar e faixa etária, a comediante Amy Schumer realmente resume de forma divertida as agruras da mulher atual, com todas as suas fraquezas, erros e imperfeições.

2015 foi o ano em que Amy Schumer decolou. Lançou Descompensada, filme escrito e estrelado por ela, dirigido pelo maior nome da comédia nos anos 00, Judd Apatow. Seu seriado no Comedy Central, Inside Amy Schumer, vai de vento em popa e seu especial de stand up na HBO, Amy Schumer: Live at the Apollo é um dos programas de maior sucesso do canal.

Amy Schumer é a mulher que faltava no entretenimento

Bitsmag