Advertisements

Culturas Degenerativas ganha o Lumen Prize

Bitsmag
Culturas Degenerativas ganha o Lumen Prize

Obra de arte biohíbrida é criada a partir de algoritmos de inteligência artificial alimentados por organismos vivos

A dupla Cesar & Lois acaba de ganhar o prêmio Lumen Prize BCS Artificial Intelligence Awards 2018. Composta pelo brasileiro Cesar Baio e pela americana Lucy HG Solomon, a dupla de artistas criou uma instalação biohíbrida envolvendo fungos, inteligência artificial e rede social.

A obra Culturas Degenerativas é uma reflexão sobre a atuação do ser humano sobre a natureza. Um aparato tecnológico criado por eles monitora a ação de fungos sobre um livro e remete essa movimentação para algoritmos. Estes algoritmos vão procurar textos sobre o desejo humano de controlar a natureza  e vão modificá-los de acordo com os dados enviados pelos fungos. 

A partir da deterioração das páginas do livro, novas frases vão se formando.  Essas frases são tuitadas na conta Hello Fungus da rede social. 

Essa rede bio-digitial é uma metáfora da inclinação da humanidade para dominar a natureza. 

Cesar Baio faz uma provocação colocando a seguinte questão: “Como podemos responder a um momento histórico em que a existência física e simbólica da humanidade é desafiada tanto pelas mudanças climáticas quanto pela inteligência artificial? Através de uma arte biohíbrida, ’Culturas Degenerativas sugere a necessidade de um modo de ver o mundo não antropocêntrico e, potencialmente, menos humano”.

Advertisements
Bitsmag

bitsmag-logotipo

NEWSLETTER!

Para receber atualizações do site e ofertas das nossas lindas obras de arte, toy art e livros, passe a fazer parte da nossa lista de e-mails. Enviamos informações sobre as novidades do Bitsmag e da Loja Bits