Slow TV é o novo hábito de televisão

Slow TV é o novo hábito de televisão

Imagens quase estáticas são exibidas por horas a fio em TVs européias

Já ouviu falar em Slow TV? Não é um seriado novo, não tem nada a ver com “slow cooking” e não é um reality show. Slow TV é um novo tipo de programação onde as imagens quase não são editadas, há muito pouca ação e raramente há diálogos ou narração . A tendência vem da Escandinávia. Nos últimos anos o canal de TV norueguês NRK2 tem exibido conteúdo do tipo, incluindo emissões ao vivo de um cruzeiro costa a costa de 134 horas, 12 horas de chamas de fogueira e 18 horas de pesca de salmão. São horas e horas de cobertura com a câmera fixa, sobre um assunto em particular ou um evento lento. O gênero, curiosamente, tem apresentado surpreendente longevidade e vem inspirando eventos televisivos em outros países.

A banda islandesa Sigur Rós, por exemplo, fez uma cobertura ao vivo de uma turnê onde mostrou imagens por 24 horas sem cortes, tudo acompanhado de uma trilha sonora criada digitalmente,  também ao vivo. O programa utilizado para a criação dessa trilha sonora é o Bronze, usado na faixa Óveður de seu último lançamento.

O projeto Route One associou o som do Sigur Ros, de melodias lentas e minimalistas com o movimento da Slow TV. Fãs da banda pelo mundo todo puderam conferir o projeto ao vivo pelo Youtube e os islandeses puderam ver também ao vivo pela TV islandesa Ruv 2. No Youtube chegaram a acessar mais de 437 mil pessoas no dia da emissão. A partir de 12 de julho o vídeo da turnê poderá ser visto on demand.

A BBC, a TV britânica, apresentou recentemente um especial de duas horas que consistiu em uma viagem por um canal. All Aboard! The Canal Trip teve uma audiência surpreendente de mais de meio milhão de pessoas.

Um outro projeto da TV britânica também se encaixa nessa tendência Slow TV. Trainspotting Live, uma série de três episódios, vai levar aos lares britânicos um dos hábitos mais peculiares do país, observar os trens. O hábito é tão enraizado que originou o clássico livro de Irvine Welsh e o filme de mesmo nome. Trainspotting Live vai cobrir vários tipos diferentes de trens e terá narração e participação de experts do assunto e apresentação de Peter Snow.

Como não poderia deixar de ser a publicidade também já entrou na tendência Slow TV. O comercial britânico das tintas Ronseal é justamente isso: consiste em um rapaz pintando um portão.

Pelo jeito a meditação está em voga. Para entender então todo esse movimento seria uma boa ideia ler (ou reler) Zen e a Arte de Manutenção das Motocicletas, de Robert M. Pirsig, um clássico dos anos 70. Ohm!

Conteúdo relacionado:

[vooplayer vooid=’OTMzODg=’ width=’670′ height=’390′]

Deixe um comentário:

comments

Powered by Facebook Comments

%d blogueiros gostam disto: