Advertisements

Coluna Bafo: DJ Ana Flávia

Bitsmag

Coluna Bafo: DJ Ana Flávia

(Entrevista publicada em 18/11/2004) 

O promoter Luiz Fernando é produtor da festa Xarope e escreve no Bitsmag a coluna Bafo SP, falando sobre as figuras chave da noite paulistana e também contando os últimos bafos. Com vocês a coluna Bafo SP!!!!!

A DJ Ana Flavia com certeza vive um dos melhores momentos em sua carreira . Recém chegada do famoso e desejado Red Bull Academy, onde foi a única DJ brazuca selecionada, ela está podendo e conta aqui um pouco mais a seu respeite. Residente e promoter da noite Combustivel aos sábados no Lov.e em São Paulo, Ana vem conquistando seu espaço e empolgando as pistas com seus sets recheados de bom gosto.

Bafo SP: Como voce começou a tocar?

Comecei a brincar em 99, e toquei a primeira vez na Cio 80’s quando ainda era no Stéreo com meus vinis de banda que eu tinha em casa, comecei a comprar discos de house e desde então decidi nunca mais parar de tocar.

Bafo SP: As mulheres vêm conquistando cada vez mais espaço na cena eletrônica. Foi difícil?

Ana Flávia: Foi difícil mas não por ser mulher. Isso sempre foi o de menos.

Bafo SP: Atualmente quais as tuas residencias?

Ana Flávia: Depois que o pix fechou estamos dando um tempo pra 1234U, enquanto procuramos nova locação…mas o projeto continua comigo e a Paula como residentes. Estou também na noite Flip Flap no ampgalaxy as sextas ,que está muito legal e aos sábados organizo e sou residente mensal do projeto combustível no Lov.e

Bafo SP: Fale-nos um pouco da experiencia no Red Bull Academy .

Ana Flávia: Foi uma aventura musical em Roma durante 15 dias e um encontro entre 30 djs e produtores do mundo com grandes nomes da cena mundial ensinando prá gente o que eles sabem . Foi incrível! Uma puta inspiração e novos amigos prá vida inteira.

Bafo SP: Você acreditava que seria selecionada ?

Ana Flávia: Não acreditava, mas queria muito .

Bafo SP: De volta ao Brasil as portas se abriram mais para vc ?

Ana Flávia: Se abriram eu não sei , mas muita gente fica interessada em saber como foi e isso é bom.

Bafo SP: Como foi se apresentar no Superclub em Buenos Aires?

Ana Flávia: Foi demais eu amei. Eu e a dj Paula fizemos um back to back e foi a primeira viagem pro exterior. O club é lindo e a pista estava cheia e animadíssima , foi perfeito.

Bafo SP: Você está produzindo?

Ana Flávia: Estou começando a me jogar agora.

Bafo SP: Já tocou no Rio de Janeiro?

Ana Flávia: Nunca. Mas eu sei que o Dama e o Fosfobox estão bem legais.

Bafo SP: Quais as tuas referências?

Ana Flávia: Ah, desde música clássica e instrumental que eu cresci ouvindo. Passando pelo fã club do New Order e do Kraftwerk na adolescência, pelo punk de meninas como "7 year bitch , trip hop , portishead, tricky e todos os discos que eu compro de tech house, eletro, techno, minimal. Hoje estou amando Mandy, Steve Bug, Akufen e sempre fui louca por vocais melancólicos. Minha referência é a música que me toca. Gosto de hip hop também .

Bafo SP: O que você escuta em casa ?

Ana Flávia: Os sets que baixo na internet, CDs que eu ganho de DJs, trilha sonora de filmes, Ah, Elis eu ouço sempre também .

Bafo SP: CHART?

Ana Flávia: Lá vai…

Tiefschwarz Body Dub Remixes
Alexander Kowalski Treat Me Right
Soul Mekanik Get Your Head Stuck On Your Neck
Luciano & Serafin Yaki Soba
Philip Braunstein & DJ Paula Lov.e Club EP

Bafo SP: Você já se apresentou ao lado de DJs como Miss Kittin e Monica Kruise, entre outros. Você acha que as DJs brasileiras estão em que nível, se comparadas às gringas ?

Ana Flávia: As meninas daqui estão no mesmo de nível de djing das estrangeiras. Mas elas produzem a mais tempo que a gente, têm um monte de disco lançado.

Bafo SP: Planos para o futuro?

Ana Flávia: Continuar respirando música e poder viver disso prá sempre.

Bafo SP: Como te contratar ?

Ana Flávia: Através da smartbiz

Advertisements
Bitsmag

bitsmag-logotipo

NEWSLETTER!

Para receber atualizações do site e ofertas das nossas lindas obras de arte, toy art e livros, inscreva-se no mailing do Bitsmag