Tony Oursler

Bitsmag

oursler03.jpg

Bitsmag conversa com Tony Oursler – Oi Futuro sedia retrospectiva de um dos maiores nomes da videoarte mundial

oursler03.jpg

Oi Futuro sedia retrospectiva de um dos maiores nomes da videoarte mundial

Com curadoria de Paulo Venâncio Filho o Oi Futuro Flamengo, no Rio de Janeiro, estreia em 23 de novembro a primeira restrospectiva brasileira do artista multimídia americano Tony Oursler.  São trabalhos das décadas de 80, 90 e 00, incluindo sua fase mais recente, com duas instalações de uma série que está em cartaz este mês em N.York, na galeria Lehmann Maupin. 
Ao lado de Gary Hill, Bruce Nauman e Bill Viola, o artista novaiorquino encabeça o rol de principais nomes em instalação de vídeo nos Estados Unidos e no mundo. Apesar da importância de Tony Oursler, a mostra do Oi Futuro é sua primeira individual na America Latina.

Suas obras se utilizam do vídeo com criatividade, alta precisão técnica e bom humor, mas o artista não se restringe a essa mídia. Desde os tapes lançados no início dos anos 80, como Evol (1984), Oursler faz uso de performance, trilha sonora, escultura, cenários, animação e muitos efeitos especiais para criar peças intrigantes e irônicas. É um teatro multimídia com um toque obscuro de humor negro. O imaginário de Oursler, altamente performático, reflete sobre o isolamento do ser humano e sua relação com as novas mídias. Imagens de atores são projetadas sobre diferentes tipos de superfície compondo esculturas, instalações ou  intervenções urbanas.

Faz parte da mostra do Oi Futuro uma programação de vídeos do início da carreira do artista, além de instalações que datam do final dos anos 80 e seus “vídeo fantoches”, como Judy, uma mulher diagnosticada com distúrbio de personalidade múltipla. A série de “vídeo fantoches” que insultam os espectadores, desenvolvida principalmente nos anos 90, tornou-se marca registrada do artista.

Além dos trabalhos que estarão expostos no Oi Futuro, está agendada também uma projeção em espaço público. Tony Oursler conta que está bastante empolgado com essa intervenção para a qual está editando cenas que foram gravadas com atores brasileiros. 

Apesar de seu trabalho de início de carreira ter muita inspiração na televisão, Tony Oursler nunca trabalhou comercialmente com TV. Chegou a fazer colaborações com as bandas Sonic Youth, U2 e David Bowie, mas suas imagens únicas e fortes até hoje não foram copiadas em videoclipes, gênero que tem tido um renascimento com a internet. Se isso acontecesse, como aconteceu com o trabalho do artista polonês Zbig Rybczynski recentemente, ele diz que ficaria lisonjeado. Ele acha bom que o público tenha contato com o trabalho de artistas dos primórdios da videoarte.

Apesar da dificuldade de comercialização de obras multimídia, por sua complexidade técnica, algumas de suas esculturas fazem parte de grandes coleções de arte contemporânea de gente como o britânico Charles Saatchi.

“O vídeo não é tão revolucionário quanto as pessoas pensavam que era nos anos 70 e 80. Hoje estou mais interessado nos computadores e na internet. O vídeo é apenas uma parte dessa revolução”, diz Tony Oursler, primeiro artista convidado do projeto de museu virtual da Adobe, o AMDM (Adobe Museum of Digital Media), um museu online interativo destinado a incentivar a inovação e a experimentação em meios de suporte digital.

Inspirado no trabalho do roboticista japonês Masahiro Mori, Oursler criou uma instalação virtual, Oursler Valley, discutindo a relação obsessiva do ser humano com os computadores e outras plataformas virtuais. Em sua obra The Uncanny Valley, Masahiro Mori fala sobre a resposta emocional dos seres humanos a entidades não humanas, como os robôs. Quanto mais os robôs vão se moldando à imagem do ser humano, mais estranheza eles causam, o que os coloca na posição de sinistros ou estranhos, “uncanny” em inglês.

A retrospectiva de Tony Oursler no Oi Futuro fica em cartaz até 9 de fevereiro de 2011. Imperdível!

Veja imagens de instalações de Tony Oursler (clique na imagem para abrir a galeria de fotos)

 

{gallery}artes/tony-oursler{/gallery}

Bitsmag