Clube do Bang Bang

Bitsmag

clube_bang_bang.jpg

Ryan Philippe estrela filme sobre a vida dos fotojornalistas sul africanos que documentaram o fim do apartheid na África (veja making off)

 

clube_bang_bang.jpg

Clube do Bang Bang: Ryan Philippe estrela filme sobre a vida dos fotojornalistas sul africanos que documentaram o fim do apartheid na África (veja making off)

No final do apartheid na África do Sul quatro fotógrafos mostraram ao mundo o horror e o flagelo de uma população faminta em processo de genocídio. O Clube do Bang Bang, esse grupo de fotojornalistas, atuou na África de 1990 a 1994, o período entre a soltura de Nelson Mandela e sua eleição a presidente da África do Sul.

O grupo ficou conhecido por ser extremamente arrojado e se aventurar nas cidades de população negra onde aconteciam batalhas sangrentas. Levados pela adrenalina, pelo desejo de fama ou por compaixão eles colocaram em risco suas vidas mostrando uma realidade que o mundo de população branca não conhecia. A atuação do Clube do Bang Bang foi sempre criticada, principalmente em termos de ética. Se por um lado as imagens contundentes que estes fotógrafos capturavam ajudavam o mundo a abrir os olhos para o horror dos conflitos na África, por outro levantavam a seguinte questão: até que ponto é aceitável um ser humano observar e documentar desgraças de tal magnitude sem se envolver?

Eram quatro os fotógrafos do Clube do Bang Bang: os sul-africanos Kevin Carter, Greg Marinovich e Ken Oosterbroek e João Silva, este último português. Ken Oosterbrek morreu em 94, dias antes das eleições, atingido por um tiro, num conflito nos arredores de Johanesburgo. Kevin Carter se suicidou no mesmo ano, pouco depois de ganhar um prêmio Pulitzer por uma foto que fez no Sudão, em 93, de uma menina desnutrida e faminta que tentava chegar num acampamento de ajuda a refugiados. A menina estava sob a espreita de um gavião que se preparava para atacá-la. Greg Marinovich e João Silva lançaram em 2000 um livro, O Clube do Bang Bang, publicado no Brasil pela Cia. Das Letras.

Em 2010 será lançado um filme com uma adaptação de O Clube do Bang Bang. As filmagens estão sendo realizadas na cidade de Tokoza, onde morreu Ken Oosterbroek, nos arredores de Johanesburgo. Ryan Phillippe interpreta Greg Marinovich, também ganhador de um prêmio Pulitzer em 91 por uma foto realizada em Lindsaye Tshabalala.

Um documentário foi produzido pelo canal HBO e foi indicado ao Oscar em 2006. The Death of Kevin Carter: Casualty of the Bang Bang Club conta a história de um dos integrantes do Clube do Bang Bang, talvez o mais atormentado deles.

Veja abaixo making off da produção do filme O Clube do Bang Bang:

{youtube}puEYADju-gU{/youtube}

Bitsmag