Coluna Bafo SP: entrevistado da semana é o DJ e promoter Oscar Bueno

Bitsmag

Coluna Bafo SP: entrevistado da semana é o DJ e promoter Oscar Bueno

oscar-bueno.jpg

(Entrevista publicada em 06/10/2004)  

O promoter Luiz Fernando, das noites Porno Royale (às terças no ampgalaxy) e produtor da festa Xarope, passa a escrever no Bitsmag a coluna Bafo SP, falando sobre as figuras chave da noite paulistana e também contando os últimos bafos. Com vocês a coluna Bafo!!!!!

Por: Luiz Fernando – email: luizfernando@bitsmag.com.br

O entrevistado desta semana é o DJ e promoter Oscar Bueno

Bafo: Como começou a sua carreira na noite?

Oscar Bueno: Em 1998, fui gerenciar um restaurante nos Jardins (The Cube) e acabei transformando o lugar, aos poucos, num club. Claro que não foi decisão minha, mas acho que influenciei bastante o dono, comecei com um chill-in para o club Hell’s. Era assim: o restaurante/bar funcionava até 2 horas da matina no sábado, daí a gente tirava as mesas, mudava a iluminação (foi o começo do fluorescente). Às 3 horas ligávamos o som, o DJ era o Pil Marques (foi lá que ele começou) e tínhamos a modelo Marina Dias na porta. Era uma enorme fila para se aglomerar junto aos hypes lá dentro, que dançavam o breakbeat (gênero novo na época) do DJ/promoter do Hell’s, o Pil. De lá, deslanchávamos para único after da cidade, na época. Depois vieram outros projetos, como o Paradise After Hours, que nasceu quando acabou o Hell’s… Existe até hoje e é um clássico na noite de S. Paulo.

Bafo:

Oscar Bueno: Virei DJ em 2000 quando peguei a sociedade do Stereo Club. Éramos três sócios e cada um tocava em uma noite. Eu, na verdade, nunca achei que viraria profissional, gostava de colocar música para as pessoas ouvirem, só que foi a noite que mais pegou… O Cio 80’s realmente foi um fenômeno na época, tinha fila de duas horas de espera numa quarta feira!! Tive que me profissionalizar rapidinho, comprar muitos discos (vinil) e abandonar os cdzinhos que tinha… Comecei a investir!!! Logo veio a necessidade de me aprofundar naquilo que fazia; comprei equipamento e treinava no mínimo três horas por dia…Queria mixar. Foi quando comecei a pesquisar algo que faria minha cabeça dentro do vasto universo da música eletrônica. Descobri o electro, que tinha tudo a ver com o que eu já tocava (80’s) e tinha cara de coisa nova… Não imaginava também que seria tão arrebatador como foi. Hoje, toco de tudo, posso misturar 80’s, electro, house e techno num set, depende do público. Toco quase todo dia e não treino mais em casa, mas nunca deixo de querer aprender, ainda tenho muita coisa pela frente…Começo a gatinhar agora no mundo da produção de música eletrônica.

Bafo: Bafo: Como é ser indicado como DJ revelação para o prêmio DJ Sound Awards?

Oscar Bueno: É muito bom ter um reconhecimento da mídia, mas não é essencial. Já concorri a vários prêmios e nunca ganhei, estou sempre em segundo ou terceiro lugar, isso não importa, o mais bacana é o reconhecimento do público no dia-a-dia, ou seja, no club, quando as pessoas te esperam para dançar e quando você não entra logo e elas perguntam: você não vai tocar não?? Vim aqui te ouvir!!! Bom, isso vale todo o esforço e é o que mais me anima!!!

Bafo: Bafo: Fale um pouco do seu som, de suas referências.

Oscar Bueno: Meu som, obviamente, é influenciado pela música dos anos 80, que é o que eu vivi e foi o som que comecei a tocar. Hoje em dia incorporo muito da música negra em meus sets: house swingado, funky e breakbeat. Gosto de passear por gêneros musicais num set, não suporto sets lineares!! Me dão sono!! Às vezes sou criticado por tocar de tudo, mas acho que esse "tudo" que toco tem minha cara. Toco exatamente o que gosto, mesmo porque tenho quatro residências em clubs diferentes, isso dá uma possibilidade incrível de tocar muita música diferente!

Bafo: Você ainda promove o melhor After Hours de SP, o Paradise. Quantos anos de vida e quais os momentos mais marcantes?

Oscar Bueno: O Paradise After Hours  existe há seis anos. Já aconteceu muita coisa nesse tempo todo, mas tenho muita saudade da época do L.ove Club. No começo, era muito bom com a Marcelona na porta, a noite era super hypada, não existiam vips, todos pagavam, era um after diferente do que estávamos acostumados: colorido, alegre e com espaço para a house music. Foram muito bons esses quatro anos que passamos lá. Adoro o D-Edge, foi lá que comecei a tocar no Paradise. Antes, não tocava no after, não me sentia seguro!! Mas, a partir de janeiro de 2004, assumi a residência do projeto junto com o George Actv, residente desde o começo.

Bafo: Bafo: Foi difícil a transição de promoter para DJ?

Oscar Bueno: A transição foi natural para mim, mas tem pessoas que até hoje acham que eu sou só promoter; outras, que eu sempre fui DJ. Na verdade, o que as pessoas lembram é de eu estar sempre atuando na noite de alguma forma.

Bafo: Bafo: Além do Paradise, você tem residência em quais projetos ?

Oscar Bueno: Toco quinzenalmente no projeto Elektra, que acontece às terças no Tostex; toda quarta no Cio-80’s, no D-Edge; toda quinta no Café com Leite, no Mancebo Café; periodicamente, no club Lov.e às sextas.

Bafo: Bafo: Você está sempre no RJ e tem diversos amigos na Cidade Maravilhosa. Onde gosta de ir quando esta no RJ?

Oscar Bueno: Adoro o Dama de Ferro, que é o meu clubinho de coração, e agora tem o Fosfobox que é uma delicia… A noite no Rio não é fácil, para dar certo o club tem que ser pequeno senão não segura. Temos como exemplo a Sygno, que, para sobreviver, pisou na bola com várias pessoas, mesmo assim.

Bafo: Bafo: Qual a melhor pista na atualidade ?

Oscar Bueno: Sem duvida é a do D-Edge, que conta com o melhor sistema de som e acústica que eu conheço!!

Bafo: Bafo: DJs prediletos ?

Oscar Bueno: Magal, Maurício Lopes, Pil Marques, George Actv, Mau Mau dos nacionais. E dos gringos Dave Clarke, Hell, Jack de Marseille, Steve Bug e o mais novo queridinho, o DJ Ali Tiefschwarz.

Bafo: Bafo: Chart?

Oscar Bueno: Bom, aqui vai uma de cada estilo:

Strangest Things: FREEFORM FIVE;
Happiness: SUPERPITCHER;
Shake Off: KIKI & SILVER SURFER feat.
CAPTAIN COMATOSE; NIGHT RIDER vocal ;
Purplefunky Monkey: J.D.S.vs MIHELL

Bafo: Planos para o futuro?

Oscar Bueno: Tocar mais do que toco agora em todos os sentidos, começar a produzir minhas próprias músicas, quem sabe criar um selo?

Bafo: Como te contratar?

Oscar Bueno: www.smartbiz.com.br tel. 11 38911441

Bitsmag