Comissários franceses não querem voar para o Irã


Comissários franceses não querem voar para o Irã


Funcionários da Air France da comunidade LGBT criam petição

Após saberem dos planos da Air France de retomar o vôo Paris – Teerã, comissários da comunidade LGBT que trabalham na companhia criaram uma petição no site change.org pedindo para não voarem nessa rota. A petição, postada em francês, tem como argumento a lei contra homossexuais do país. No texto eles destacam: “é inconcebível forçar alguém a ir para um país onde seus semelhantes são condenados por sua natureza”.

No Irã o homossexualismo é ilegal e a punição vai de 74 chibatadas para menores à pena de morte para adultos.  A petição é endereçada ao governo francês e à Air France e foi criada uma semana depois de comissárias da companhia terem sido obrigadas a usar echarpes na cabeça durante o vôo. Desde então a ordem na companhia é de que as mulheres que não quiserem usar o lenço serão realocadas para outras rotas e não são obrigadas a trabalhar neste vôo.

Desde a publicação da petição cerca de 25 mil pessoas já assinaram.

Deixe um comentário:

comments

Powered by Facebook Comments