Multiplicidade apresenta Fausto Fawcet

Bitsmag

duocoletivofugitivo.jpeg

Rave amazonense na região da pororoca é pano de fundo do novo espetáculo do poeta maldito de Copacabana

duocoletivofugitivo.jpeg

Rave amazonense na região da pororoca é pano de fundo do novo espetáculo que Fausto Fawcet apresenta esta quinta no Rio

O evento Multiplicidade da próxima semana leva ao palco do Oi Futuro do Flamengo um espetáculo inspirado em um texto de Fausto Fawcet. O poeta máximo do submundo de Copacabana forma o Duo Coletivo Fugitivo Sound com a artista plástica e pesquisadora de sonoridades Vivian Caccuri e o guitarrista Bruno Rezende. Juntos eles apresentam na próxima quinta, 26 de agosto, o show Pororoca Rave. Inédito, o show parte do texto de Fawcet e conta a história de um casal de adolescentes que fogem para a Amazônia para participar de uma rave de surfistas que celebram o fenômeno pororoca, a grande onda que se forma no encontro do Rio Amazonas com o Oceano Atlântico.

A rave do “inferno verde”, como eles chamam a região da pororoca, tem como trilha sonora o “fugitivo sound” que consiste numa mescla de sonoridades, timbres,  e frequencias variadas que vão dos muzaks a sons diversos da agitação das cidades. Fawsto Fawcet vai narrar o texto acompanhado do guitarrista Bruno Rezende e de sonoplastias produzidas por Vivian com ventiladores, corda de silicone ou balde de milho. No clímax a trilha vai enveredar para o kuduro, o ritmo eletrônico de Angola.

Fausto Fawcet define ele próprio seu espetáculo: 

"A Amazônia como lugar inóspito, excêntrico, esdrúxulo e cheio de fronteiras estranhas escancarando contrabandos, tráficos de produtos e de póvos indígenas, caboclismos e ribeirinhagens de todos os tipos. A pororoca no meio disso tudo é o encontro do Atlântico com o Amazonas, metáfora aquática de tudo que acontece por ali com surfistas de todos os cantos do planeta chegando junto desse fenômeno na companhia de fotógrafos e namoradas e que daqui a pouco vai competir com o Cirio de Nazaré e outras festas como cartão postal de efeméride no inferno verde. Amazônia, pororoca e o trabalho da Vivian Caccuri      (entre outras coisas, como a guitarra além-hendrix de Bruno Resende) são a inspiração para POROCA RAVE, que também é um livro a ser lançado em breve".



Festival Multiplicidade_Imagem_Som_inusitados

Dia 26 de agosto (quinta-feira) às 19h30min
Oi Futuro do Flamengo – Rua Dois de Dezembro, 63
Entrada: R$ 15 (com meia-entrada R$ 7,50)


Bitsmag