Museus gastronômicos já são uma realidade

Bitsmag

mofad

Conheça o trabalho do MOFAD – museu de gastronomia de N.York

Para quem já não aguenta mais ouvir falar em comida o futuro não é muito brilhante. É uma infinidade de programas de TV e documentários de gastronomia, receitas, novos restaurantes, mercados de comida, festivais etc. A tendência da gastronomia como cultura chegou para ficar mesmo que certas pessoas já estejam sonhando com a pílula do astronauta, aquela que alimenta sem nenhum tipo de trabalho ou perda de tempo. Para quem ama gastronomia, no entanto, a discussão deve crescer e se diversificar cada vez mais.

Enquanto o alimento é como uma linguagem compreendida por qualquer pessoa de qualquer nacionalidade, o perfil da gastronomia como meio cultural está cada vez mais proeminente. O interesse por alimentação e gastronomia está sendo elevado a comparações com arte e antropologia e portanto nada mais óbvio que o surgimento de museus gastronômicos dedicados à difusão da cultura da comida.

Estão pipocando pelo mundo diversos projetos de museus e laboratórios culturais de gastronomia em cidades como Londres, N.York, Chicago e Washington. O propósito é educar o público e encorajar a apreciação da história da comida e a visão antropológica do tema, além de incentivar a pesquisa de novas culturas e novas maneiras de produção e distribuição de alimentos.

Em N.York o MOFAD, Museum of Food and Drink, no Brooklyn, está funcionando como laboratório. É o primeiro museu gastrônomico da cidade onde as amostras em exposição podem ser saboreadas. Os tópicos das mostras podem ser relacionados à história da comida como a origem e a procura de temperos e sua relação com a era dos descobrimentos, à cultura gastronômica, como o papel socioeconômico da comida de rua ou à produção, como a fabricação do cereal. Ciência e comércio também são tópicos de exposições no MOFAD, como o papel do solo na produção de alimentos e o papel do café no mercado mundial.

Essas exibições inovadoras, através de demonstrações e atividades presenciais, mostram como a comida tem um papel essencial na cultura da humanidade.

Outros museus já estão em funcionamento ou prestes a inaugurar em Chicago, Londres e Washington.

Museus gastronômicos já são uma realidade

Bitsmag