Muito cuidado ao reservar no AirBNB

IMG_2525

Muito cuidado com AirBNB. O site gigante de corretagem de imóveis para aluguel por temporada é bastante útil em certas ocasiões, principalmente quando o destino da viagem é um lugar onde não se encontram hotéis. Mas é preciso muito cuidado com as negociações. Não faça reserva instantânea de maneira nenhuma! Nunca deixe de falar primeiro com o locador (o que eles chamam de “anfitrião”) antes de clicar e reservar, o que na verdade não é uma reserva, no AirBNB você paga adiantado o valor total da locação.

Tive a infelicidade de tentar fazer reserva para minha viagem a Buenos Aires no próximo dia 19 de março e tive TODO MEU DINHEIRO ZERADO NO CARTÃO PRÉ PAGO…. Foram US$ 1230 (hum mil, duzentos e trinta dólares) que desapareceram do meu cartão em duas tentativas de reserva no site AirBNB. Na primeira tentativa fiz uma reserva  para um apartamento em Buenos Aires que o dono do imóvel, digo, corretor, respondeu no dia seguinte dizendo que o apartamento já havia sido alugado e cancelou. Foram US$ 670 (seiscentos e setenta dólares) que não voltaram para o meu cartão. O PayPal diz que vai devolver em 30 dias corridos!!!!!!!! Na segunda tentativa de reserva, em um outro apartamento, no valor de US$ 560 (quinhentos e sessenta dólares) o PayPal diz que o cartão recusou mas o valor foi debitado!!! As duas empresas ficam culpando a operadora do cartão, no meu caso a American Express… uma barbaridade!!!!! Foram várias ligações para o PayPal, sem sucesso. Continuo com meu cartão zerado e o dinheiro perdido!

Eu me hospedei em apartamentos através do site AirBNB várias vezes, no Brasil, na Argentina e nos Estados Unidos. De cara tive um problema na primeira vez que fiz uma reserva. Eu ia viajar com meu filho de 17 anos e a namorada. Fiz a reserva de um apartamento na região de Venice, na California. O dono do apartamento não quis alugar para mim porque eu ia viajar com adolescentes e cancelou a reserva. Eu realmente errei porque nos detalhes do apartamento o dono do imóvel deixou anotações de que era proibido alugar para famílias com adolescentes. O problema é que eu tive de esperar dez dias para o dinheiro voltar para o meu cartão. É certo isso? E quando tentei falar com o suporte de AirBNB só recebi mensagens automáticas até alguém me responder depois de vários dias para dizer o que já sabemos: a culpa é do cartão de crédito. Eles nunca se responsabilizam por nada.

A segunda vez que tive um problema com AirBNB foi em março de 2014. Fiz uma outra reserva para a cidade de Venice, na California e paguei a reserva. O dono cancelou porque disse que o apartamento não estaria disponível nesses dias. Mais dez dias para receber o crédito no meu cartão. Aí a culpa foi do dono do imóvel, não minha, já que me enquadrava em todas as especificações do imóvel. Como eu pude fazer a reserva se o apartamento não estava disponível naquelas datas? Porque o dono do apartamento provavelmente aluga também por fora do AirBNB e não atualizou o calendário. E se eu precisasse do crédito imediatamente? E se eu não tivesse crédito suficiente no meu cartão para bancar outra reserva em outro hotel ou apartamento? Estava frita não? E o que o AirBNB fez? Nada, mais mensagens automáticas…

No último fim de semana foi um aluguel aqui no Brasil, claro, onde o que já é ruim no exterior piora imensamente aqui dentro… Tive a infeliz ideia de passar uma noite em Búzios, no fim de semana. Eu não ia a Búzios há 14 anos, pelo mesmo motivo que eu evito qualquer destino dentro do Brasil: a inexperiência e a cara de pau da maioria dos profissionais de turismo deste país. Aluguei uma casa em Geribá por uma noite e pretendia levar meus dois cachorros da raça terrier escocês (porte pequeno). Fui bem meticulosa na hora de procurar um imóvel e me certifiquei de que eram permitidos cães. Não havia nenhuma anotação sobre preço adicional para hospedagem com cães, apesar de haver anotação sobre preço adicional por pessoa. Depois que fiz a reserva e o dinheiro foi cobrado em meu cartão de crédito a dona do imóvel veio dizer que teria de pagar R$ 80 por cão. Mas R$ 160 era justamente o valor da locação toda, ou seja, os locadores queriam cobrar por cão o mesmo que por pessoa. Se você leva o cão paga como se fosse mais uma pessoa. Como eu ia ficar apenas uma noite resolvi deixar meus cachorros em casa com bastante água e comida. No entanto meu cachorro mais velhinho, o Zambi, de 13 anos, morreu enquanto eu estava fora.

A culpa foi minha, eu jamais deveria ter deixado meu cachorrinho sozinho em casa por um dia, apesar de que já havia feito isso outras vezes e nunca havia acontecido nada. Mas ele estava velhinho e podia passar mal, então o pior aconteceu: meu companheirinho de 13 anos se foi porque eu fui passar uma noite fora. Não nego minha responsabilidade, sim, foi culpa minha não poder atendê-lo quando passou mal.

Mas o assunto aqui é o AirBNB e a conduta duvidosa de algumas das pessoas que colocam seus imóveis para aluguel temporário no site, sem supervisão da empresa, sem suporte ao cliente. Tome muito cuidado, a empresa não responde emails facilmente, se você tiver um problema e tentar contactar o suporte vai receber uma mensagem automática e quando responderem finalmente, obviamente a culpa vai ser sua e eles não podem fazer nada.

Seja muito meticuloso ao escolher apartamentos, troque muitas mensagens com o locador e leia com cuidado os posts de avaliação de outros locadores. No caso da casa de Búzios eu vi que o local era difícil de encontrar mas ninguém falou sobre a casa ficar no topo de uma montanha no meio de Geribá e que era necessário passar por um verdadeiro labirinto, ruas bem parecidas com passagens de favela, para chegar no imóvel. Os donos não dizem isso, os locadores anteriores não chegaram a destacar isso, mas como você faz numa cidade que não conhece?

No Brasil os conceitos de pousada e destino turístico são muito elásticos. Parati é a meca das “pousadas” que na verdade se assemelham mais a “puxadinhos” de casas de moradores locais. Isso na verdade é culpa do governo que não supervisiona e do próprio AirBNB que não supervisiona os locadores, apenas cobra comissão. Como este país pode ter a pretensão de ter o turismo como uma das maiores fontes de renda do Brasil?

Eu não sei, na dúvida nas minhas férias prefiro visitar lugares onde eu sei que não vou me aborrecer. Portanto se você é uma dessas pessoas que fica se perguntando porque brasileiro vai tanto a Miami para se  hospedar nos milhares de ótimos hotéis da cidade… Precisa responder????

Deixe um comentário:

comments

Powered by Facebook Comments