Quando eu vi Biblioteca XX de Claudia Jaguaribe

R$ 8,000.00

Este trabalho faz parte da série Quando Eu Vi. São fotografias de diversos cenários do Brasil com a proposta de rever o conceito de paisagem natural. Em sua interpretação a artista mostra a natureza ao mesmo tempo intocada e em conflito com o desenvolvimento e o crescimento das regiões urbanas.

A Loja Bitsmag oferece descontos para decoradores e arquitetos – mande uma mensagem para negociar: bettyf@bitsmag.com.br

 

Descrição

Claudia Jaguaribe nasceu no Rio de Janeiro, mora e trabalha no Rio e em São Paulo. Desde 1990 participa de exposições nos principais museus e galerias do Brasil e no exterior. Formada em história da arte, artes plásticas e fotografia, desenvolve um trabalho atento às práticas multifacetadas e à diversidade da fotografia contemporânea.

Sua produção se caracteriza por uma intensa pesquisa plástica que utiliza diferentes mídias, como fotografia, vídeo, internet e instalações. Na fotografia, trabalha com variados formatos e meios de produção, desde a prática fotográfica em estúdio até fotos documentais posteriormente trabalhadas, numa pesquisa sobre a materialidade da imagem que questiona a própria natureza da fotografia.

Nos últimos anos, voltou-se para a questão da paisagem como reinvenção da natureza na série Quando Eu Vi e nas séries de paisagens urbanas como Sobre São Paulo e Paisagem Construída – Entre Morros  sobre o Rio de Janeiro.

Em 2010 Claudia recebeu o prêmio Marc Ferrez de fotografia da Funarte pelo projeto O seu caminho. Tem onze livros publicados, além da participação em diversas publicações em conjunto com outros artistas. Seu livro “Aeroporto” foi selecionado na edição Fotolivros latino-americanos, (Cosac Naify, 2011).

Suas obras estão na coleção de importantes acervos institucionais, como do Inhotim, MG; Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) SP; Coleção Pirelli do Museu de Arte de São Paulo (Masp) SP; Maison Européenne de la Photographie, Paris; Istituto Italo-Latino Americano (iila), Roma; Itaú Cultural, SP; Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto SP; assim como em coleções particulares.

Fundou em 2013 a Ed Madalena junto com Iatã Canabrava e Claudi Carreras.

Deixe um comentário:

comments

Powered by Facebook Comments