Te cuida You Tube…

Bitsmag

arcadefire_winbutler.jpg

Bandas lançam vídeos interativos e portal especializado já está no ar 

arcadefire_winbutler.jpg

Como a indústria da novidade nunca pára, esse negócio de You Tube pelo jeito já é notícia bem velha. Bandas e artistas pop resolveram dar um passo adiante e estão lançando vídeos interativos. E, para atender a demanda, um portal de upload de vídeos inglês permite e encoraja os usuários a enviarem vídeos interativos ou tornarem interativos os vídeos comuns. É mais um desafio à criatividade e ao marketing e mais uma forma de criar conteúdo colaborativo.

O primeiro vídeo do novo trabalho do Arcade Fire não vai ser visto no You Tube. A faixa que tem o mesmo nome do novo álbum, Neon Bible, é a base para uma produção interativa que permite aos usuários controlarem os movimentos das imagens. O Arcade Fire mandou vários teasers para sua base de fãs via e-mail, pedindo que eles ficassem de olho no site beonlineb.com (que na verdade é “neon bible” com as letras embaralhadas). O clipe apresenta closes de Win Butler, vocalista do Arcade Fire, em frente a um fundo preto. Clicando na mão ou no rosto de Butler acontecem várias coisas, como num joguinho. O videoclipe custou apenas 15 mil dólares ao selo indie Merge Records, o que significa muito menos que um videoclipe de 200 mil, que é a média gasta pelas gravadoras em um vídeo razoável mas que vai acabar na mini-tela do You Tube, com imagem muito aquém daquela que foi produzida.

Na Inglaterra vários selos grandes têm experimentado com estratégias de vídeo interativo. A RCA Label Group produziu um vídeo interativo para a faixa The Rose do Westlife, que está no The Love Album, de 2006. A 20:20 de Londres criou o vídeo, que está no mywestlife.com. Ao entrar no site o usuário precisa colocar seu nome e sobrenome que vai acabar aparecendo dentro do videoclipe várias vezes, ou seja, o vídeo fica personalizado.

Para completar o movimento crescente da interatividade na indústria da música, agora existe um portal somente de upload e exibição de vídeos interativos. Criado pela empresa Coull o site, que foi lançado oficialmente dia 19 de novembro, funciona como o You Tube mas vai muito além pois ele permite que os usuários convertam vídeos tradicionais em interativos. Existem ali imagens clicáveis de shows de Kylie Minogue e U2, entre outros. A empresa Coull é pioneira na tecnologia no que diz respeito a clipes interativos. É deles a versão clicável do clipe Do They Know It’s Christmas, de 2004, que continua online desde então no endereço bandaid20.com.

Marqueteiros de plantão já acharam mais utilidades para o vídeo interativo. O vídeo Like the Sun do artista canadense Ryan Dan, que foi todo rodado no Rio de Janeiro com imagens espetaculares da baía de Guanabara, a Pedra da Gávea e o Museu de Arte Conteporânea de Niterói, tem links para i-Tunes e outros truquinhos interativos para fazer com que o usuário decida rápido comprar alguma coisa.

A interatividade nos vídeos mostra que, além de permitir muito mais espaço para a criatividade artística também se coloca como uma plataforma que pode tornar o produto muito mais comercializável.

Bitsmag