Passeio pela história do rock

Bitsmag

beatles_-_abbey_road.jpg

Assim como as pessoas visitam o cemitério Père-Lachaise, em Paris, para ver túmulos de celebridades como Jim Morrison ou Maria Callas, se pode pagar tributo aos ídolos mortos também em Londres. Aqui está um roteiro para visitar lugares onde grandes ídolos roqueiros viveram (ou morreram).

1 – Marc Bolan: O roqueiro líder da banda glam T-Rex morreu num acidente de carro em Londres. O veículo bateu contra uma árvore e peregrinações a este lugar acontecem, com apoio do TAG – (T-Rex Action Group), uma organização de fãs de Marc Bolan que faz a preservação do espaço. Fica na Gipsy Lane, em Barnes, London SW 15

2 – Bob Marley: O maior nome do reggae de todos os tempos, o jamaicano Bob Marley, ficou hospedado várias vezes em uma das mais antigas ruas de Londres onde há prédios ocupados por sem-teto, os “squats”. Nessa rua, St.Agnes Place, ficava uma enorme comunidade rastafari no começo dos anos 70 e tem um templo. Bob Marley não morreu em Londres, mas esteve ali várias vezes, uma delas justamente fugindo de um atentado na Jamaica. O ídolo rasta também ia muito ao Battersea Park, para jogar futebol. St. Agnes Place, London SE11

3 – Jimi Hendrix: A lenda americana da guitarra passou sua última noite num apartamento em Notting Hill ao lado de sua namorada alemã. Um mistura letal de pílulas para dormir e vinho causou sua morte aos 27 anos. Existem muitas teorias de conspiração e um poema que foi encontrado no apartamento deixa a suspeita de um possível suicídio. Não há um memorial aqui, mas tem uma placa na frente do imóvel que foi a casa de Jimi Hendrix de 1968 a 69. 23 Brook Street, Mayfair, W1

4 – Keith Moon & Mama Cass: O apartamento de dois quartos no topo desta townhouse em Mayfair carrega algum tipo de maldição. O proprietário na época era um compositor de músicas americano, Harry Nilsson, que o alugava para amigos do mundo do rock. Foram dois ídolos do rock que morreram neste lugar, em datas diferentes. Primeiro foi a americana Mama Cass, do Mamas and the Papas, que morreu de um ataque cardíaco em julho de 1974. Quatro anos depois o baterista do The Who, Keith Moon, morreu no mesmo apartamento. Foi uma overdose de pílulas que, ironicamente, tinham sido receitadas para combater o vício do álcool. Confira matéria sobre o imóvel no jornal britânico Telegraph. 9 Curzon Pl, Westminster

5 – Beatles: O lugar de peregrinação a John Lennon não fica na Inglaterra, e sim em N.York. É o Edifício Dakota, onde ele foi assassinado, no Upper West Side e no parque Strawberry Fields Forever que fica no Central Park, em frente ao Dakota. No entanto há diversos lugares em Londres que são ícones de momentos memoráveis da banda e que devem ser visitados.

Um deles é o topo de um prédio de escritórios, na Saville Road, onde eles gravaram sua última apresentação ao vivo. O prédio abrigava na época a sede da Apple Corps, a corporação dos Beatles. A Saville Row, por sua vez, é a rua onde se encontram os principais alfaiates e as melhores lojas de moda masculina da cidade. Havia também um estúdio no porão do edifício. Não se pode visitar essa cobertura, infelizmente, e o estúdio não existe mais, portanto o passeio é olhar para o topo do prédio e relembrar o memorável show que os Beatles fizeram ali pouco antes da dissolução da banda. 3 Saville Row, Westminster.

O outro lugar que deve ser visitado por qualquer fã dos Beatles é a Abbey Road, onde ficam os estúdios Abbey Road (ex-EMI) e onde foi clicada a antológica foto dos Beatles atravessando a rua, para a capa do álbum de 1969 que tem como título… Abbey Road. O estúdio é referência até hoje e vários anexos foram construídos. Gente como Oasis e Radiohead já passaram por ali. 3 Abbey Road, St Johns Wood, London NW8 9AY

Bitsmag