Brüno em cartaz no Brasil

Bitsmag

bruno_foto05red.jpg

Veja o trailer da versão censurada de Brüno que é proibida para menores de 18 anos

bruno_foto05red.jpg 

Estréia esta sexta no Brasil a versão “light” de Brüno, novo filme de Sacha Baron Cohen, conhecido pelo personagem Borat e pelo programa de TV Da AliG Show. A versão que está em exibição por aqui tem cortes e, mesmo assim, é proibida para menores de 18 anos que não podem entrar nem com termo assinado pelos pais.  

Em Brüno Sacha Baron Cohen acaba de vez com os mitos da indústria da moda vivendo um apresentador de TV austríaco que tem o programa noturno de maior audiência em todos os países de fala germânica, menos na própria Alemanha… Por isso mesmo Bruno se impõe a missão de se tornar a maior celebridade austríaca desde Hitler.

Na produção a realidade se mistura com a ficção já que as cenas foram quase todas improvisadas e filmadas nas ruas em países da Europa e do Oriente Médio e nos Estados Unidos. A produção criava um cronograma de filmagem diferente para cada dia de gravação, deslocando-se em cinco veículos, sendo um deles um trailer que servia de camarim e de base da produção. Esse comboio de humor ácido e muito mau gosto passou por cidades como Los Angeles, Nova York, Washington, D.C., Kansas, Texas, Alabama e Arkansas, nos Estados Unidos, Londres, Berlim, Paris e Milão, na Europa, e Jordânia e Israel, no Oriente Médio. 

Em Milão Sacha Baron Cohen invadiu um dos desfiles da Milan Fashion Week, em setembro de 2008. Mas a tarefa não foi fácil. Declarado “persona non grata” pela polícia italiana, o irreverente ator e toda a produção tiveram de mudar de look para conseguir penetrar na sala de desfiles. Mudaram cabelo, barba e, principalmente, a roupa. Com novo look e usando echarpes e óculos escuros eles conseguiram se misturar com a platéia fashionista e Cohen conseguiu, disfarçado de fotógrafo de moda, invadir o camarim. Lá ele se transformou novamente no apresentador Brüno e invadiu o desfile da designer Agatha Ruiz De La Prada. Para completar, caiu na passarela e foi arrastado pelos seguranças. Brüno também foi à Semana de Moda de Paris e, da platéia, assistiu aos desfiles de Stella McCartney e Jean-Charles de Castelbaljac.

Mas Brüno, o filme, mostra ainda a paródia sarcástica de Sacha Baron Cohen para o conflito da Palestina e o olhar ácido sobre o mundo das celebridades de Hollywood visto pelo mais arrojado comediante da atualidade.

Veja abaixo o trailer da versão censurada de Brüno e, mais abaixo, uma série de fotos da produção:

 

{gallery}imagem/bruno{/gallery}

Bitsmag