Dirty Money

Bitsmag

nike-dm-melancoliegrab-1024.jpg

Filme resgata parte importante da história do skate brasileiro e pode ser baixado na web em sua totalidade

Dirty Money, filme patrocinado pela Nike SB, conta um episódio importante da história do skate no Brasil. Foi na época do Plano Collor, quando a ministra da economia Zélia Cardoso mandou confiscar o dinheiro do povo que se encontrava em caderneta de poupança. Isso levou à falência a indústria brasileira de skate e muitos skatistas se viram sem patrocínio. A saída foi levar a coisa na raça e alguns nomes proeminentes do skate nacional começaram a fazer imagens e lançaram um vídeo caseiro chamado Dirty Money. Foi um sucesso e se tornou peça fundamental para a reconstrução da imagem do skate como esporte e como cultura no Brasil. Nesse grupo estavam estrelas como Bob Burnquist e Fábio Cristiano.

A crise vivida por essa geração do skate nacional é resgatada através de imagens do filme dos anos 90 e entrevistas feitas hoje com os skatistas da época, e toda sua história de superação. Dirigido por Alexandre Vianna e Ricardo Koraicho, Dirty Money vem com trilha sonora da banda paulistana TwinPine, além de ParteUm, Macaco Bong, Improvisado Trio, Guizado, Lelêginz e Snooze, todos artistas brasileiros.

O filme teve pré estréia em Los Angeles, em abril e esta semana em São Paulo. Em parceria com a Revista CemporcentoSKATE e a produtora Visual Pleasures, e patrocínio cultural da NikeSB, Dirty Money é um dos primeiros documentários nacionais filmados em Camera Red One, de cinema digital, um sistema que tem qualidade de imagem similar ao cinema tradicional em película.

Abaixo vc vê o trailer. O filme pode ser baixado no site oficial de Dirty Money na Nike SB :

Bitsmag