Cachaça Cinema Clube em Sessão Veraneio

Bitsmag

vereda-tropical.jpg

Curtas e surf music dos Beach Combers na primeira edição do ano do Cachaça Cinema Clube no Odeon

vereda-tropical.jpg

Curtas e surf music dos Beach Combers na primeira edição do ano do evento do Odeon

Esta quarta tem edição especial do Cachaça Cinema Clube, no Rio. O evento, uma maratona de cinema, acontece dia 19 de janeiro com exibição de diversos curtas, show da banda de surf music Beach Combers e som do DJ H.

O destaque desta quarta na programação de curtas fica por conta de um clássico de Joaquim Pedro de Andrade. O curta Vereda Tropical, que foi inserido como episódio do filme Contos Eróticos, de 1977, foi censurado por dois anos. Criticado por ter uma estética próxima à pornochanchada, Vereda Tropical conta uma história que se passa na Ilha de Paquetá, sobre um professor e sua tara por uma melancia.

Uma animação de Allan Seiber também está na programação. Animadores mostra um dia na vida de um desanimado animador de festas. Das Faces e das Sombras, do paulistano Vebis Jr., é uma homenagem ao diretor de americano John Cassavetes, um ídolo do cinema independente.

Depois da exibição dos curtas a festa prossegue com o DJ H e apresentação da banda de surf music Beach Combers. O som praiano da banda, jovial e meio retrô, uma junção da surf music com a levada da Jovem Guarda, faz parte da turnê Verão do Amor Tour 2010 – 2011.

Cachaça Cinema Clube

19 de janeiro de 2011, às 21h no
Cinema Odeon Petrobras

Praça Floriano, 07 – Cinelândia.

Entrada: R$ 12 reais (inteira) / R$ 6 reais (meia)


Veja abaixo sinopse dos filmes que serão exibidos no primeiro Cachaça Cinema Clube de 2011

Das faces e das sombras, de Vebis Jr., 2009, 20 min

Madalena é uma mulher sob a influência de Maurício e Tiago. Seria uma noite de estréia e glória para os amantes?
 


Os inocentes, de David Kolb, 2009, 7 min

O mar tem jogado na praia pingüim, tartaruga gigante, cação, cachalote. Hoje tem mulher nua.
 


Animadores, de Allan Sieber, 2008, 8 min

Um dia na vida de um perdedor.
 


Alguém tem que honrar essa derrota, de Leonardo Esteves, 2009, 7 min

Um filme rodado no carnaval. Sem roteiro, sem claquete e sem fotômetro. 
 

Passion à la vie, de Sérgio Santeiro, 2008, 3 min

Paródia à visita de Sarkozy e Carla Bruni ao Brasil: um homem e uma mulher em frente ao Morro Cara de Cão, no Rio, de onde partiram os portugueses para expulsar os franceses e massacrar os tamoios na época da França Antártica. 
 

Vereda tropical, de Joaquim Pedro de Andrade, 1977, 26 min

Em Paquetá, um professor tem como objeto de prazer uma melancia. Com a fruta atinge a plenitude de seus desejos.

Bitsmag