Estilo pessoal das blogueiras fashion

Bitsmag

chiara_furla.jpg

Blogs de "personal style" se tornam a maior força de difusão da moda na atualidade 

chiara_furla.jpg

Blogs de "personal style" se tornam a maior força de difusão da moda na atualidade

A coisa andava feia para o lado da indústria da moda. O assunto já estava desgastado, ninguém aguentava mais ouvir falar nos disparates atribuídos à “maior editora de moda do mundo”, Anna Wintour e, depois do livro e do filme O Diabo Veste Prada, o tema realmente havia se esgotado.

Marqueteiros da moda partiram então para a tendência do boom das artes plásticas e criaram ações de marketing grandiosas, como uma exposição itinerante da Chanel numa cápsula projetada pela arquiteta iraniana Zaha Hadid. Ações como essa, super interessantes, tiravam um pouco o foco da moda em si, mas não estavam conseguindo salvar o assunto do marasmo. O link elitista entre as artes plásticas e a moda não sobreviveu à crise econômica no primeiro mundo e ações de marketing mais audaciosas como a da Chanel foram desativadas imediatamente.

Foi então que vieram à tona os blogs de “street fashion”, sendo o mais popular deles o delicioso Sartorialist, precedido pela coluna do fotógrafo Bill Cunningham do New York Times e blogs como Garance Dore, Jack& Jill e Facehunter. É aquela coisa: uma câmera na mão e um grupo de fashionistas convidados para os desfiles das semanas de moda mais badaladas do mundo. Em frente à entrada dos desfiles mais concorridos em Paris, N.York, Londres ou Milão, os desbravadores da moda “de rua” levam ao estrelato os fashionistas que se agrupam nas platéias dos desfiles. As lentes se voltam para os produtores e editores de moda que decretam antes mesmo das passarelas, o que vai pegar ou não na próxima estação, mostrando ainda como usar cada peça.

Na verdade o que os blogs de “street fashion” fizeram foi elevar ao estrelato as principais editoras de moda (deixando em paz a mais famosa delas…). De início as lentes voltaram-se para o clássico embate Anna Wintour (Vogue EUA) versus Carinne Roitfeld (Vogue França), mas era preciso mais conteúdo e os desbravadores de estilo foram elegendo novas musas como Kate Lanphear, com seu estilo punk de Louboutin. A editora da Elle americana tem um estilo tão marcante que é homenageada por um blogueiro que faz um site totalmente dedicado aos seus looks. E ao lado de Kate Lanphear figurinhas fáceis e deliciosamente fashion já são caras manjadas no mundo fashionista, como a divertida italiana Anna Delo Russo, editora da Vogue Japão, Giovanna Bataglia, editora da Vogue L’Uomo Itália, a editora de acessórios da Marie Claire americana, Taylor Tomasi Hill, e a jovem editora da revista britânica Wonderland, Julia Sarr-Jamois (veja galeria de fotos abaixo – clique na imagem para abrir a galeria).

{gallery}estilobits/blogueiras-fashion/editoras{/gallery}
De “street” aqui vemos muito pouco… As descoladas garotas acima são todas magérrimas e trabalham em revistas de grande circulação portanto, agora que estão estampadas em vários blogs pelo mundo afora, ganham roupas de todas as grifes. Assim não é difícil trocar de look todos os dias.

E o tal de street fashion já estava ficando batido quando uma nova onda de blogueiros toma de assalto o mundo da moda. São os blogueiros de “personal style”. Meninas e meninos de cerca de 20 anos, bonitos, magros e totalmente vidrados em moda, postam diariamente seus looks, cada um com seu estilo próprio, mas todos já altamente assediados pelos marqueteiros da indústria. O fenômeno é muito interessante e a audiência desses blogs é enorme. Eles são todos diferentes entre si, alguns têm mais texto, alguns mostram fotos e comentários de outros assuntos, além de moda e beleza, mas a verdade é que finalmente o público se apodera do jogo de tendências e, cada vez mais, fica pulverizada a decisão do que vai ser moda e o que não vai.

O fenômeno se multiplicou mesmo na internet. São centenas de blogs de “personal style”, além de portais que publicam os looks dos usuários, elegendo os mais interessantes, sendo que todos eles podem ser votados e comentados pelo público. É realmente um movimento muito forte na internet. Os blogs e esses portais funcionam em conjunto: quando uma blogueira posta um novo look em seu blog ela também posta na rede social uma foto com link para o seu site. É um movimento que vai se expandindo e se alastrando pela internet.

E hoje, quando mais do que nunca a moda é vendida na própria internet e de forma global, as blogueiras e as redes sociais de postagem de looks pessoais são o maior canal de divulgação de tendências, replicando de forma exponencial o que antigamente precisava passar pelo crivo extremamente minucioso dos generais da moda.

O movimento é uma ode ao consumo. Um bom exemplo foi o lançamento da bolsa Furla Candy Bag que fez ações com as blogueiras mais acessadas do mundo fashion virtual. A grife italiana de bolsas promoveu alguns encontros em suas lojas pelo mundo e a divulgação aconteceu exclusivamente pela internet, principalmente nos blogs. O sucesso é tanto que a bolsa estilo bauzinho de PVC já está completamente esgotada em todas as lojas Furla pelo mundo, inclusive nas de São Paulo, e em todas a lojas online da grife e as multimarcas.

Muitas das blogueiras de personal style já viraram celebridades e, como tal, já estão criando suas próprias linhas de roupas e acessórios, como a italiana Chiara Ferragni que tem sua própria linha de sapatos. O sucesso de Chiara é tanto que ela foi convidada para o tapete vermelho no festival de Cannes. Leandra Medine, a garota do hilário blog The Man Repeller, foi uma das convidadas para o projeto Bloomingdale’s Windows Live. Na vitrine da gigantesca loja de departamentos a blogueira produziu um look para a dona da grife Tibi. A britânica de origem asiática Susie Bubble, do blog Style Bubble, já é considerada uma editora de moda e as revistas e programas de TV sobre moda sempre procuram Susie para dar suas impressões na saída dos desfiles.

Outra blogueira hiper bem sucedida é a mexicana Andy, do blog Style Scrapbook. Produtora de moda morando em Amsterdam, Andy foi a vencedora do concurso Mango. A grife espanhola promoveu uma competição de vídeos que foram votados na internet. O prêmio, de 5 mil euros, foi doado à ONG preferida da vencedora. Chiara Ferragni foi uma das finalistas. Os vídeos foram gravados em lojas Mango em diferentes países.

Visto como uma mina de ouro para as empresas que, finalmente, agora têm onde divulgar seus produtos, o fenômeno dos blogs de “personal style” ainda tem muito o que crescer, isso se os marqueteiros não se apoderarem totalmente desses blogs, ameaçando a originalidade e espontaneidade dessa expressão de comportamento. (veja galeria de fotos abaixo – clique na imagem para abrir a galeria)

{gallery}estilobits/blogueiras-fashion/blogueiras{/gallery}

Veja abaixo uma lista dos blogs mais interessantes de "personal style":

Rede Social de postagem de looks – Lookbook.nu

Style by Kling por Elin Kling (Suécia)

The Blonde Salad por Chiara Ferragni (Itália)

Style Scrapbook por Andy (Holanda)

Le Blog de Betty por Betty (França)

The Man Repeller por Leandra Medine (Estados Unidos)

Park and Cube por Shini (Inglaterra)

Style Slicker por Kit Lee (Inglaterra)

Style Bubble por Susie Bubble (Inglaterra)

Sea of Shoes por Jane Aldridge (Estados Unidos)

E os brasileiros:

Vini Uehara

Hoje Eu Vou Assim por Cris Guerra

Lala Rudge

Um Ano Sem Zara por Jojo

 

 

Bitsmag