Tropa de Elite – pirataria ou marketing?

Bitsmag

E o filme brasileiro mais visto do ano ainda nem estreou nos cinemas… É Tropa de Elite, o filme de José Padilha (Ônibus 174) que tem dado o que falar desde a produção. Me lembro que a primeir vez que ouvi falar do filme foi durante as filmagens. Notícias nos jornais falaram sobre as armas usadas nas filmagens, que acabaram roubadas. O filme, que eu ainda não vi, pois detesto filme granulado, estréia no Brasil em outubro. Tudo parece ser polêmico em Tropa de Elite: o tema cabeludo do filme, a guerra contra o tráfico no Rio de Janeiro, além de roubos durante as filmagens, cópias que vazaram para a pirataria e a reação da platéia às cenas de tortura do filme. Em sessões de pré-estréia no Rio de Janeiro, teve gente aplaudindo cenas violentíssimas de policiais torturando bandidos.

Em entrevista ao canal Globo News José Padilha disse que a reação ao filme é bem diferente em platéias brasileiras e americanas. Enquanto alguns brasileiros torcem pelos policiais, americanos se incomodam com o clima de fascismo.

Apesar da polêmica e mídia gerada por todos estes fatores, Tropa de Elite não foi escolhido para representar o Brasil numa possível corrida pelo Oscar 2008. O escolhido foi um filme que justamente critica o fascismo: O Ano em que meus pais sairam de férias, de Cao Hamburguer.

E você, o que acha? O vazamento da cópia de Tropa de Elite é um crime de pirataria ou uma manobra de marketing?

Discuta este tópico no novíssimo Forum Bitsmag do Coletivo Bits, a comunidade do portal Bitsmag

Bitsmag