Tributo ao Fleetwood Mac

Bitsmag

Tributo ao Fleetwood Mac

Antony Hegarty, Lykke Li, MGMT e Best Coast reúnem-se em compilação que sai pelo selo musical da Starbucks

Tributo ao Fleetwood Mac

Antony Hegarty, Lykke Li, MGMT e Best Coast reúnem-se em compilação que sai pelo selo musical da Starbucks

Na seara de momentos vintage na música e nas pistas de dança mundo afora, na maioria das vezes em forma de equívocos insuportáveis, é com muita consistência e conhecimento de causa que o produtor de trilhas sonoras Randall Poster despeja no mercado uma nova compilação de covers, desta vez em homenagem à seminal banda Fleetwood Mac.

Poster é o responsável por várias trilhas de filmes de diretores respeitáveis e criteriosos como Wes Anderson, Todd Haynes e Martin Scorsese. Este é seu segundo trabalho para o selo musical da gigante Starbucks, a onipresente multi das cafeterias. No ano passado ele lançou pelo mesmo selo Hear Me uma compilação elogiadíssima pela crítica, Rave On: Buddy Holly, que estreou nas Top 20 da Billboard e foi indicada a um Grammy.

Seu novo lançamento, Just Tell Me That You Want Me: A Tribute To Fleetwood Mac, traz 17 faixas de várias fases da banda com presença de alguns dos mais venerados artistas do indie contemporâneo como Antony Hegarty, Lykke Li, Best Coast, MGMT, The Kills e New Pornographers, entre outros. O produtor e guitarrista Beck também está presente em faixa onde a vocalista é a modelo Karen Elson, ex-mulher de Jack White

O resultado tem frescor e ao mesmo tempo informação, abrangendo um escopo bem variado no repertório de uma banda que tem 45 anos de atividade. Os hits ficaram para a segunda parte do álbum como Dreams, com produção do The Kills de Jamie Hince e Alison Mosshart cuja voz nessa faixa é um verdadeiro pastiche de Stevie Nicks. Outro sucesso intergaláctico do Fleetwood Mac, Hold Me, está em cover da girl band Haim com resultado simpático porém “esquecível”. Gipsy ficou a cargo da banda eletrônica californiana Gardens Villa, mais uma vez bem aquém do original.

O ponto alto de Just Tell Me That You Want Me: A Tribute To Fleetwood Mac está nas faixas menos conhecidas do grande público ganhando aqui sobrevida na voz de alguns dos mais respeitáveis nomes da cena indie atual. Landslide, que o Fleetwood Mac lançou em 1975, com Antony Hegarty, é mais um dos petardos deste artista incomparável que se destaca enormemente na cena musical. Antony não precisa mais que um banquinho e um violão para tornar esta faixa, que também já foi gravada pelo Smashing Pumpkins, num libelo dos mais poéticos já executados em homenagem ao Fleetwood Mac.

A sueca sensação Lykke Li marca outro ponto alto de Just Tell Me That You Want Me: A Tribute To Fleetwood Mac. Mais de uma vez comparada  à musa Stevie Nicks, ela emprega sensibilidade e emoção à faixa Silver Springs que ganha um ar etéreo e distante, seja pela guitarra acústica ou pelos ecos bem programados em estúdio que lhe conferem ainda atemporalidade.

O MGMT fez uma releitura bem experimental, como se poderia esperar em se tratando do MGMT. O resultado de sua versão para uma faixa de 1971, Future Games, é um “eletrônico-progressivo-psy” interessante com mais de 9 minutos de duração, com certeza merecedor do espaço nesta compilação e talvez até melhor que a versão original.

Os momentos mais pop ficam por conta de Rhiannon, de 1975, aqui em versão do Best Coast, e Think About Me, de 1979, em cover do New Pornographers.

A novata de voz potente Trixie Whitley, filha do falecido guitarrista Chris Whitley e apadrinhada pelo antológico produtor Daniel Lanois, é responsável por outro destaque, Before The Beginning, outra faixa bem antiga do Fleetwood Mac, de 1969. Em formato blues rasgante a versão é um soco no peito, seja pelos graves na voz aveludada da cantora ou pela instrumentação bem balanceada com bateria, baixo e guitarra bem característica do som raiz do rock.

Just Tell Me That You Want Me: A Tribute To Fleetwood Mac já está à venda na loja iTunes brasileira (U$ 9,90 – aproximadamente 20 reais). Ouça algumas faixas:

Bitsmag