The Bridge está em cartaz na Globosat HD

Bitsmag

 

The-Bridge em cartaz no Globosat HD

Seriado escandinavo já tem remake encomendado pelo canal americano FX

Vem aí uma grande mudança na programação TV paga no Brasil com a exigência da nova legislação de uma cota mínima de produções nacionais a serem exibidas no horário nobre. Apesar da nova regulamentação incrementar a concorrência com a entrada de mais canais de TV a cabo, o que deve diminuir o preço das assinaturas, a programação vai ficar prejudicada com tantas regras limitando nossa oportunidade de acesso a boa programação vindo do exterior.

O canal Globosat HD está com uma grade muito bem escolhida de programas e o seriado sueco/dinamarquês The Bridge é um dos destaques deste mês. A primeira temporada tem 10 episódios que já foram exibidos na Suécia e na Dinamarca, além de Reino Unido e Alemanha. Uma segunda temporada começa a ser produzida em outubro e, além da produção original, o canal americano FX já está em negociações para produzir um remake.

The Bridge segue os passos de uma equipe policial bi-nacional que investiga um crime ocorrido na ponte Oresund que liga Copenhague, capital da Dinamarca, a Malmö, terceira maior cidade da Suécia.  No meio da ponte, exatamente no ponto que marca a fronteira entre os dois países, ocorre um crime hediondo. Depois de um sinistro apagão de poucos minutos uma política sueca é encontrada morta, cortada ao meio. Pela localização do crime são chamadas as polícias dos dois lados e então a bizarra investigadora Saga Norén, sueca, já sai liderando as investigações, mostrando bastante arrogância em relação a seu colega dinamarquês, o policial Martin Rohden. Em pouco tempo acabam descobrindo que na verdade as duas partes são de mulheres diferentes e a parte das pernas pertence a uma prostituta que havia morrido um ano antes. Como se vê não se trata de um crime qualquer e a trama acaba envolvendo política e mídia.

The Bridge tem um bom roteiro com personagens bem desenvolvidos envolvendo várias facetas das sociedades de dois países escandinavos. A personalidade estranha, quase autista de Saga Nóren pode parecer um pouco irritante de início, mas o seriado fica bastante interessante com as várias histórias que aos poucos vão se encaixando na trama.

Esta semana está sendo exibido o terceiro episódio em vários horários. É uma ótima oportunidade para ver uma programação que sai do eixo mais comum da TV paga brasileira com programas principalmente norte-americanos.

É muito enaltecedor poder conferir não só a dramaturgia produzida em países menos conhecidos, como acompanhar um cotidiano diferente com bela fotografia e uma trilha bem interessante onde o destaque fica para a banda dinamarquesa Choir Of Young Believers, responsável pela belíssima música da abertura, Hollow Talk (veja abaixo, depois do trailer).

Bitsmag