Maggie Smith brilha em Quartet

Bitsmag

dustin-hoffman

Estreia na direção de Dustin Hoffman é aula do que ele sempre fez de melhor: atuar

Dustin Hoffman dirige Maggie Smith em "Quartet"

Estreia na direção de Dustin Hoffman é aula do que ele sempre fez de melhor: atuar

Já contei para vocês aqui no Bitsmag que encontrei com Dustin Hoffman na minha breve e feliz estadia no Mandarin Oriental de N.York. “Encontrei” é exagero, claro, papo de fã, mas dei de cara com ele duas vezes no lobby do hotel, sendo que na segunda vez ele segurou a porta do elevador para mim. Um gentleman, como não poderia deixar de ser a lenda do cinema que estrelou A Primeira Noite de um Homem, Tootsie e Kramer versus Kramer, este com uma novata Merryl Streep.

Eu desconfiava mesmo que Dustin pudesse estar divulgando alguma coisa naquela semana em N.York e uns dois dias depois, quando eu e Zé Roberto nos refugiamos do frio congelante que fazia na cidade no cinema Paris, ao lado do Hotel Plaza, eu me dei conta porque ele estava em N.York aquela semana.

Nossa ideia era dar um tempo ali no antigo cinema novaiorquino, erguido em 1948 e palco de estreias de filmes de arte, independentes ou estrangeiros, até termos coragem de caminhar novamente naquele frio cortante. E qual seria o fime em cartaz?

Quartet, que estreia este fim de semana no Brasil, é a estreia na direção de Dustin Hoffman e ele estava na cidade para o lançamento do filme. Foi uma ideia muito feliz essa de visitarmos o lendário cinema que já foi cenário de obras de Woody Allen e mesmo da série Sex and the City.

Maggie Smith interpreta uma cantora lírica da terceira idade que se junta a vários colegas de profissão num asilo para artistas de ópera aposentados. Ela é convidada a se apresentar em um recital para seus colegas mas recusa e o filme gira em torno da tentativa de fazê-la voltar atrás. Dustin Hoffman estreia do outro lado da câmera comandando um elenco espetacular com destaque para Pauline Collins. Um deleite e um exemplo do que há de melhor na arte de atuar.