Fraude milionária de quadros falsificados envolve ator Steve Martin

Bitsmag

landscapehorses.jpg

Golpe no mercado de artes plásticas é considerado o maior da história na Alemanha

landscapehorses.jpg

Golpe no mercado de artes plásticas é considerado o maior da história na Alemanha

Os processos na justiça alemã estão sendo movidos na cidade de Colônia. Quatro pessoas são acusadas de vender quadros falsificados há mais de uma década nas maiores casas de leilões e galerias da Alemanha e de toda a Europa e compradores ilustres incluem o ator americano Steve Martin. Helene Beltracci vem há anos vendendo quadros que ela alega serem da coleção de seu pai e que ficaram escondidos durante o regime nazista. Agora seu marido, Wolfgang Beltracci, é acusado de ter pintado ele próprio esses quadros em fraude que envolveu vítimas ilustres como o ator americano Steve Martin, que comprou em 2004 um quadro de Heinrich Campendonk em um galeria parisiense.

Steve Martin comprou o quadro Landscape with Horses, de 1915, do notório artista alemão/holandês Campendonk, por 700 mil euros em julho de 2004 e o vendeu a um colecionador suiço num lelão da Christie’s, em 2006, por 500 mil euros, ou seja, o ator perdeu 200 mil euros. O ator é um ávido colecionador de arte e escreveu um romance sobre o mercado de arte novaiorquino, chamado An Object of Beauty.

Estão sendo processados pela promotoria de Colônia o casal Bltracci, além de dois cúmplices cujos sobrenomes não foram revelados. O grupo é acusado de vender obras de arte falsificadas de artistas como Campendonk, Max Pechstein, Fernand Léger e Max Ernst.

A fraude veio à tona quando um comprador cuidadoso submeteu o quadro Red Picture with Horses, de Campendonck, a um teste científico de autenticidade. Esse comprador é uma empresa da ilha de Malta chamada Trasteco,  e o quadro foi arrematado por cerca de 3,7 milhões de dólares na casa de leilões Lemperz de Colônia.

Segundo a imprensa alemã, 14 quadros que foram vendidos pelos acusados foram testados e considerados falsificações. Outras 33 pinturas ainda serão testadas. Alguns dos compradores desses quadros já processaram a casa de leilões Lemperz e outros ainda devem processar assim que maiores provas forem reveladas.

Bitsmag