Artista chinês Ai Weiwei expõe em Alcatraz


Bitsmag

ai-stay-tuned-detail-1-710x355

Prisão desativada em São Francisco abriga mostra em homenagem a dissidentes

Sete instalações de proporções gigantes estão em exposição na prisão desativada Alcatraz, em São Francisco, a mesma do filme Fuga de Alcatraz com Clint Eastwood e a mesma também que “hospedou” Al Capone.

O artista chinês Ai Weiwei criou obras com materiais como Legos e chaleiras para retratar sua visão do mundo sobre dissidentes silenciados. Transformando a penitenciária em um mausoléu, Ai Weiwei trabalhou enviando instruções a assistentes, já que ele ainda não pode sair da China pois seu passaporte foi confiscado pelos governo de lá.

Levantando a bola para questões como liberdade de expressão e direitos humanos, as obras ocupam quatro espaços distintos na prisão que hoje é ponto turístico e recebe visitas de turistas do mundo todo. Liberdade e justiça, direitos individuais e responsabilidade estão em pauta nos trabalhos que pagam tributo a pessoas do mundo todo que, como ele próprio, foram destituídas de sua liberdade de expressão.

@Large: Ai Weiwei em Alcatraz, que fica em cartaz até 26 de abril de 2015, é uma parceria entre a For-Site Foundation, o National Park Service e Golden Gate National Parks.

Bitsmag