Você sabe a origem dos filhotes à venda nas pet shops?

Bitsmag

 

poor_puppy.jpg

Saiba a verdade cruel sobre as “puppy mills” – fábricas de filhotes de cachorro

Foi assistindo a um programa recente de Oprah Winfrey que fiquei sabendo do horrendo fato de que existem nos Estados Unidos, e na verdade são bem comuns, criadores de cães em massa. Estes estabelecimentos, conhecidos como “puppy mills”, são verdadeiras fábricas de filhotes de cachorro que abastecem com milhões de filhotes por ano as lojas de artigos para cães no país.

As mães dos filhotes, centenas, milhares delas, vivem engaioladas a vida toda, sem condições de higiene nem de saúde, machucadas, com ferimentos proveninentes de correntes, arames e dos ferros dessas gaiolas. Elas são engravidadas o tempo todo para que tenham muitos filhotes, que são vendidos às pet shops. Quando não podem mais ter filhotes elas são sumariamente “descartadas” ou sacrificadas. O cachorro da foto acima, pasme, é um maltês, conhecido por sua pelagem branca. Essa cadelinha até teve sorte pois foi adotada e está lindíssima com o pêlo enorme e muito saudável. Ela esteve no programa da Oprah, já recuperada.

Mas, infelizmente, a maioria dos cães das “puppy mills” não têm a mesma sorte da cadelinha da foto. Confesso que quase não consegui assistir ao programa, que me levou às lágrimas. Tive de mudar de canal várias vezes. E você, leitor, vai ficar mal também de saber que aqueles bichinhos lindos que estão à venda nas pet shops a preços exorbitantes, nem sempre vêm de um bom criador, que preza pela saúde e o bem estar de seus animais. Eles podem ser crias das “puppy mills” e ter doenças e deformidades não tratadas, como suas mães.

Se você não quiser adotar um cão (ou gato) em instituições como a SUIPA (Sociedade União Internacional Protetora dos Animais) e fizer questão de ter um cão de uma raça específica, compre direto do criador. Pesquise bem a reputação desse criador, visite o local e observe as condições de vida de todos os animais do plantel. É possivel conseguir no Kennel Clube de sua cidade uma lista dos melhores criadores de todas as raças.

É difícil, doloroso demais ver como indivíduos mercenários podem fazer o que fazem com “o melhor amigo do homem”, o animal mais popular de todos, protagonista de tantos filmes, livros e até pinturas. Não deixe de denunciar à SUIPA se souber de inescrupulosos criadores de cães.

Não vejo, no momento, nenhuma evidência sobre a existência de “puppy mills” no Brasil, mas se sabe que existem muitos criadores irresponsáveis e mercenários por aqui que vendem filhotes doentes, ainda mamando e que foram gerados em más condições de higiene e saúde. E com o número cada vez maior de pet shops pelo Brasil todo, não vai tardar para alguém “importar” esse campo de concentração de cachorros aqui para o nosso país.

Essa é uma “tecnologia” da qual não necessitamos de maneira nenhuma, afinal ainda temos de desvendar uma maneira deste país sair da miséria, quando muitas crianças são expostas às mesmas condições desses animais, esmolando pelas ruas e sem ter o que comer.

A  Humane Society of the United States tem um abaixo assinado pedindo o fim das “puppy mills” nos Estados Unidos. No site da ASPCA (The American Society for the Prevention of Cruelty to Animals) tem uma lista de procedimentos para evitar a compra de filhotes de “puppy mill” e como ajudar a denunciar e acabar com essa prática.

=========================================================

Veja abaixo um vídeo mostrando como uma das mais famosas pet shops de Los Angeles, freqüentada por Paris Hilton e Demi Moore, engana seus clientes e efetivamente compra seus cães das “puppy mills. Mais abaixo veja um vídeo com a atriz Charlize Theron, mostrando as condições terríveis em que vivem os animais nas “puppy mills”.

Vídeo da The Humane Society of the United States mostrando uma famosa pet shop de Los Angeles e de onde vêm os filhotes à venda (clique na imagem para ver o vídeo):

Video da PETA (People fot the Ethical Treatment of Animals) com Charlize Theron:

Bitsmag