Issey Miyake pede a Obama para visitar Hiroshima

Bitsmag

issey-miyake.jpg

Issey Miyake: Designer que sobreviveu ao ataque nuclear que pôs fim à 2a Guerra Mundial pede a Obama para visitar Hiroshima

issey-miyake.jpg

Designer sobreviveu ao ataque nuclear que pôs fim à 2a Guerra Mundial

O designer de moda Issey Miyake, que sobreviveu à bomba de Hiroshima, pediu ao presidente norte-americano Barack Obama que visite a cidade japonesa no aniversário do ataque.

Miyake escreveu uma coluna no jornal International Herald Tribune, na última segunda, 13 de julho, onde explicou sua responsabilidade moral em relação ao fato, como sobrevivente. Ele disse que espera que Obama aceite seu convite para participar da cerimônia de comemoração do 64º aniversário do bombardeio, no dia 6 de agosto.

Issey Miyake acredita que se Obama atravessar a Ponte da Paz, em Hiroshima, este seria um passo simbólico num mundo que não teme a ameaça nuclear. Ele tinha sete anos quando presenciou o ataque da bomba atômica em sua cidade e nunca havia tocado no assunto para não ficar conhecido como “o designer que sobreviveu à bomba atômica”. Sua mãe morreu em conseqüência da radiação, três anos após o bombardeio.

A bomba atômica matou cerca de 140 mil pessoas em 1945, seja instantaneamente ou em decorrência da radiação ou de terríveis queimaduras. Muitos outros morreram de complicações em conseqüência da bomba nos anos subseqüentes.

Três dias depois de bombardear Hiroshima, os Estados Unidos bombardearam Nagasaki, matando mais de 70 mil pessoas. O Japão se rendeu menos de uma semana depois desse bombardeio, pondo fim à 2a Guerra Mundial. 

Nenhum presidente americano em exercício jamais visitou o memorial de Hiroshima. Jimmy Carter visitou após deixar o cargo e Richard Nixon também como cidadão comum, antes de se tornar presidente.

Obama tem feito campanha para eliminar as armas nucleares e na semana passada assinou um acordo com o presidente russo Dimitry Medvedev de um plano para reduzir os estoques nucleares.

Fonte: AFP

Bitsmag