Diga não aos rodeios e vaquejadas


Diga não aos rodeiros e vaquejadas

Movimento Crueldade Nunca Mais tenta barrar a PEC 50/2016 que quer elevar essas práticas à categoria de “cultura”


Como se não bastasse infestarem as áreas rurais brasileiras com sua ignorância e inutilidade, alguns homens brasileiros e também algumas mulheres, ao invés de aprenderem a ler e escrever, se especializam em fazer “shows” onde “domam” animais.

Rodeios e vaquejadas já estão proibidos no Brasil mas alguns projetos de lei, incluindo a infame PEC 50/2016, pretendem elevar à categoria de cultura esse tipo de espetáculo que já havia sido erradicado da humanidade na época da Roma Antiga (com exceção infelizmente das touradas na Espanha e no México). Neandertais e mulheres da idade da pedra tentam burlar a lei para continuar lucrando com essa barbaridade.

Foi por isso que a ONG World Animal Protection lançou uma petição online internacional contra a PEC 50/2016 a qual, se aprovada, permitirá que todas as atividades culturais regulamentadas por essa lei não sejam consideradas maus-tratos aos animais, incluindo as vaquejadas e rodeios.

Essa movimentação prevê a inclusão de um novo parágrafo no artigo 225 da Constituição Brasileira que determina como dever público e da coletividade “proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco a sua função ecológica, provoquem a extinção de especiais ou submetam os animais a crueldade.”

Existem muitos projetos de lei tentando defender as vaquejadas, mas a PEC 50/2016 é mais grave porque tenta mudar a Constituição Brasileira. É um precedente para que qualquer atividade cruel possa ser considerada “cultura”.

Tanto o Conselho Federal de Medicina Veterinária, o Supremo Tribunal Federal e a população brasileira se posicionaram massivamente contra a prática de rodeios e vaquejadas. A resposta da população ficou evidente através de consulta pública no site do Senado Federal.

“Esse momento é crucial para a proteção dos animais. Precisamos nos manifestar fortemente contra os absurdos que decorrem dessas práticas de entretenimento que incluem a crueldade com os animais e evitar uma mudança catastrófica da Constituição Brasileira”, afirma Rosângela Ribeiro, gerente de Programas Veterinários da World Animal Protection no Brasil.

Todas as assinaturas coletadas serão somadas aos esforços do movimento “Crueldade Nunca Mais” e às manifestações que serão realizadas em diversas cidades do país no próximo dia 27. Em São Paulo, o protesto acontecerá no vão do MASP, a partir das 11h.

Acesse a petição: https://www.worldanimalprotection.org.br/peticao-contra-pec-50-das-vaquejadas

Deixe um comentário:

comments

Powered by Facebook Comments