Carros elétricos serão uma realidade em Israel

Bitsmag

Carros elétricos serão uma realidade em Israel

demo-electric-vehicle-israe.jpg

País do Oriente Médio inaugura postos de recarga de carros elétricos

Israel pode ser o primeiro país a criar uma frota considerável de carros elétricos e se tornar um dos lugares menos poluídos do mundo. Um projeto criado pela cooperação de um empresário israelense, a Renault-Nissan e um grande investidor, está criando uma frota de carros elétricos e uma grande rede de distribuição de energia elétrica para abastecer esses veículos no país do Oriente Médio.

A empresa Better Place, criada pelo empreendedor Shai Agassi, foi planejada para driblar um dos maiores obstáculos dos carros elétricos na atualidade: a falta de autonomia. Os modelos de carros elétricos existentes não conseguem rodar mais de 100 quilômetros sem parar para recarga. A implementação de uma rede de distribuição de eletricidade soluciona o problema da recarga e da substituição de baterias. A Better Place está construindo em Israel milhares de pontos de recarga e cerca de 40 estações de substituição de baterias.

Shai Agassi é um empresário israelense ligado à alta tecnologia do Vale do Silício. Em 2006 ele esteve no encontro de jovens líderes no fórum de Davos e lá começou a elaborar o sonho de uma frota de carros elétricos em Israel. Além de despoluir o país a empreitada soluciona um dos maiores problemas de Israel: a dependência de petróleo que é um produto dominado por seus maiores inimigos políticos.

Agassi então criou o ambicioso projeto Better Place e, após inúmeras reuniões com empresários e autoridades, conseguiu o apoio da Renault-Nissan, que está desenvolvendo os carros, do governo de Israel, que está apoiando com renúncia fiscal, além de um financiamento de 200 milhões de dólares de um grupo de investidores liderados pelo magnata israelense Idan Ofer, que criou um império nas áreas de transporte e refino de transporte.
 
As nove primeiras estações de substituição de bateria, que estão em fase avançada de construção, estão localizadas em Hadera, Modi’in, Mahanayim na Alta Galiléia, Mizpe Ramon, no Negev, Beersheva, Yavne, Beit Shean e na junção Bilu. Os pontos de recarga estão sendo instalados em 400 estacionamentos espalhados pelo país.

Empresas israelenses estão considerando a conversão de suas frotas de automóveis para carros elétricos. É uma frota de mais de 70 mil carros israelenses que poderão ser trocados ainda este ano para carros elétricos. O carro verde da Renault-Nissan, que é presidida por um executivo brasileiro, Carlos Ghosn, foi apresentado ao público em 2010. As baterias desses carros são feitas pela Nissan juntamente com a NEC, com autonomia de cerca de 200 quilômetros. Um carro desses pode ser comprado com imposto de 10% em Israel, ao passo que um automóvel convencional é taxado em 79%. Para recarregar o veículo o dono do carro assina um contrato de prestação de serviços com a Better Place, tal qual os planos de telefonia celular, pagando mensalmente um taxa com direito a cargas elétricas suficientes para seu consumo.

A iniciativa do projeto Better Place, que prevê ainda este ano uma frota de cerca de 100 mil carros elétricos rodando em Israel, além de mais de 500 mil postos de abastecimento, pode incentivar empreitadas semelhantes em mercados emergentes como a China e Agassi pode se tornar o Henry Ford do século XXI.

Bitsmag