Teatro Commune recebe Big Bands

Bitsmag

Teatro Commune recebe Big Bands

Espaço na Consolação tem programação de orquestras toda segunda

 por: divulgação Teatro Commune recebe Big Bands

“Em 1973 a cidade de São Paulo foi surpreendida pelo aparecimento de uma orquestra muito diferente de tudo o que existia na época. Na contramão das grandes orquestras de baile lideradas por Silvio Mazzuca, Luiz Arruda Paes, Erlon Chaves e outros maestros, essa orquestra não tocava para dançar, não tinha cantores, e tocava um repertório exclusivamente instrumental, mesclando jazz e música brasileira. A Big Band de Nelson Ayres se apresentou toda segunda-feira durante sete anos, abrindo o caminho para muitas outras que seguiram seus passos, como a Banda Mantiqueira, a Soundscape Big Band, Reteté Big Band e as bandas que hoje fazem parte do Movimento Elefantes”, comenta Nelson Ayres

Em 1994, no outro canto da cidade era inaugurada a casa não só das Big Bands, como da música instrumental, onde a produtora Lucia Rodrigues teve o prazer e a competência de programar “os melhores” por 10 anos. O cult Supremo Musical.

Durante todos estes anos, surgiram na cidade muitos movimentos, como o Coletivo Movimento Elefantes, composto por 10 Big Bands, além de tantas de outros segmentos e estilos.

Programação abril:

Segunda, 18 de abril às 21h
Soundscape Big Band
Inteira: R$ 20 – meia R$ 10

Criada em 1999 por músicos influenciados pelos grandes mestres do jazz, a Soundscape Big Band tem a estrutura clássica de 5 saxofones, 4 trombones, 4 trompetes, baixo acústico, bateria, piano e guitarra. Integra à banda, a experiência de músicos que se apresentaram em grupos de grandes nomes: Lionel Hampton Orchestra, Tom Jobim, Maria Schneider, Lee Konitz, Ivan Lins, Milton Nascimento, João Bosco entre outros.

Seu repertório é composto por arranjos e composições de diferentes sonoridades e texturas do jazz contemporâneo, fortalecendo-a como uma das principais instituições da música instrumental no Brasil. A Soundscape Big Band se apresentou ininterruptamente durante 8 anos no Blen Blen Brasil, onde cativou e consolidou uma geração de ouvintes. Além disso, levou sua música para importantes palcos do Brasil.

Em 2011, deu-se início o projeto Cores. Desde a sua primeira edição, Cores Volume I, o projeto vem testando possibilidades em relação à sonoridade e à composição.

Atualmente, essa busca por novas possibilidades sonoras pode ser conferida no mais recente trabalho da banda intitulado “Paisagens Sonoras”.

Segunda, 25 de abril às 21h
Quebra Cuia Combo
Inteira: R$ 20; meia R$ 10

Liderado por Fernando Correa e Rubinho Antunes, o Quebra Cuia Combo é um grupo que tem como objetivo tocar musica instrumental Brasileira com toda a liberdade do jazz Americano.

Com uma formação chamada de “Combo”, que fica entre uma big band e um quinteto, o grupo tem no seu repertório composições de seus próprios integrantes como a “Suíte Mineira”, de Rubinho Antunes, composição feita a partir de referencias sonoras do movimento musical “Clube da Esquina” suíte integrante do trabalho final de mestrado do trompetista. “On The TV” e “A Voz”, de Fernando Correa, compositor e arranjador residente da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo.

Os integrantes do grupo têm uma grande presença nos principais grupos de musica instrumental brasileira como Banda Mantiqueira, Hermeto Paschoal, Trio Curupira, Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, Nenê Trio, Sound Scape Big band, etc, unidos a músicos da nova geração.

São eles: Daniel D’Alcantara e Rubinho Antunes, trompetes Paulo Malheiros, trombone, Cesar Roversi, Cassio Ferreira e Josué dos Santos, Saxofones, Cleber Almeida, bateria, Alberto Luccas, contrabaixo, Fernando Correa, guitarra.

Toda Segunda é dia de Big Band

Teatro Commune
Rua da Consolação, 1218
Informações e reservas: 11 3476 0792
Vendas antecipadas – www.ingressorapido.com.br

 

Bitsmag