Passagem de Morrissey pelo Brasil

Bitsmag

morrissey-capa

Cantor chora ao ver máquina de assar frangos

morrissey-capa

Cantor chora ao ver máquina de assar frangos

A passagem de Morrisey pelo Brasil foi das mais bem sucedidas. No Rio, o show do cantor que começou na antológica banda The Smiths, nos anos 80, foi um sucesso e a Fundição Progresso se tornou um verdadeiro templo de um dos poucos ídolos roqueiros oitentistas que ainda mantém sua integridade artística.

Para quem reclamava e duvidava da qualidade técnica do show, por acontecer naquele espaço, a produção deu um banho de profissionalismo. O som na improvável Fundição Progresso, espaço escolhido pelo próprio Morrissey, foi de uma qualidade incrível. No repertório, aquele que tanto renegou o material feito em conjunto com The Smiths, entregou pérolas como Meat Is Murder e How Soon Is Now, recebidas até com lágrimas pela platéia.

Nos bastidores Morrisey confirmou sua fama de estrela e rolam por aí histórias engraçadas sobre o britânico que pediu aos brasileiros para não darem dinheiro ao príncipe Harry que estava no Brasil na mesma semana.

Reza a lenda que Morrissey, que tem medo de avião e fez os trechos internos de viagem no Brasil todos de ônibus, protagonizou um verdadeiro drama “vegan” no trecho Rio/São Paulo. Em plena rodovia Presidente Dutra o cantor que é vegetariano ferreno, chorou ao ver uma máquina de assar frangos num restaurante de beira de estrada.

Confira abaixo as fotos do show da Fundição Progresso, dia 9 de março – fotos de Felipe Monteiro/divulgação:

{gallery}bitsmadrugada/morrissey{/gallery}

Bitsmag