Premiere Brazil em N.York

Bitsmag

desafinados.jpg

Duas semanas de filmes brasileiros no Museu de Arte Moderna de N.York

desafinados.jpg

Duas semanas de filmes brasileiros no Museu de Arte Moderna de N.York

Por: Divulgação 

A sexta edição da Premiere Brazil – uma colaboracão entre o MoMA e o Festival do Rio vai exibir 10 filmes inéditos e premiados. A seleção deste ano demonstra a vitalidade e a profundidade do cinema brasileiro contemporâneo: o painel vai dos premiados Estômago: Uma Estória Gastronômica, de Marcos Jorge e Andarilho, de Cao Guimarães, inclui a première de O Mistério do Samba, de Carolina Jabor, Lula Buarque de Hollanda, a premiére mundial de O Homem Que Engarrafava Nuvens, fascinante retrato do compositor Humberto Teixeira traçado por Lírio Ferreira e outros. Grande parte dos diretores e alguns atores/atrizes estarão presentes para apresentar a primeira exibição de seus filmes em Nova York. (abaixo a lista dos confirmados) Os filmes:

Estômago, de Marcos Jorge
Os Desafinados de Walter Lima Jr
Saneamento Básico de Jorge Furtado
O homem que engarrafava nuvens de Lírio Ferreira
Andarilho de Cao Guimarães
O signo da cidade de Carlos Alberto Riccelli
O mistério do Samba de Carolina Jabor, Lula Buarque de Hollanda
Estratégia Xavante de Belisário Franca
Pindorama – A verdadeira história dos sete anões de Roberto Berliner, Lula Queiroga e Leo Crivelare.
Meu nome não e Johnny de Mauro Lima

A Premiere Brazil! é organizada por Jytte Jensen, curadora do Departmento de Cinema do Museu de Arte Moderna de Nova York; e Ilda Santiago, diretora do Festival do Rio.
    
Os filmes da noite de abertura trazem um novo talento de direção e a maestria de um grande diretor brasileiro: Estômago: Uma Estória Gastronômica, o longa metragem de estréia de Marcos Jorge e Os Desafinados, do veterano Walter Lima Jr., uma sedutora recriação da cena musical do Rio de Janeiro e de Nova York dos anos 60 que traça a gênese da bossa nova nos altos e baixos de uma banda fictícia.

Outros destaques incluem Saneamento Básico, o filme, uma estória deliciosa sobre a  interseção do ativismo social e do cinema; Meu Nome Não É Johnny – maior sucesso de bilheteria do ano no Brasil, baseado numa história real; e o Signo da Cidade, um elogio a São Paulo onde personagens da maior cidade do pais vêem seus caminhos se cruzarem ao longo de uma noite.

O forte movimento documental brasileiro também está presente com Andarilho, um retrato perturbador e elo sobre a transiência humana, A Estratégia Xavante, história das corajosas tentativas da tribo Xavante para manter sua cultura relevante; e Pindorama: A Verdadeira História dos Sete Anões, a incrível história dos sete anões do circo Pindorama, que faz turnê nos recantos mais pobres do Nordeste brasileiro.

Todos os filmes serão apresentados em português com legendas em inglês. 

Esse mostra foi possivel graças a George Gund III e Iara Lee, o Ministério da Cultura do Brasil – Secretaria do Audiovisual; com apoio adicional do Consulado Geral do Brasil em Nova York, o international Council do Museu de Arte Moderna, e Marjorie Andrade.

Bitsmag