Music 60 horas Non-Stop na Fosfobox

Bitsmag

fosfo_nonstop_capa.gif

Clube carioca promove evento durante todo o fim de semana sem intervalo

fosfobox_nonstop.jpg

E já se vão quatro anos da inauguração do clubinho de Cabbet Araújo e sócios, em Copacabana. Para festejar a casa promove evento 60 horas non-stop. Como já dizia o Kraftwerk… Music, non stop…

O Fosfobox Non Stop vai ter mais de 50 DJs discotecando além de várias intervenções artísticas rolando ao mesmo tempo, num showcase de tudo que já aconteceu nos 4 anos de casa, incluindo teatro e performance.

A coisa toda começa na sexta, às 8 da noite, com a peça O Homem Descomposto, dirigida por Luiz Furlanetto. A peça acontece no subsolo enquanto no bar rola um coquetel e uma exposição de fotos de Carol Novaes. No som o indiano lounge do DJ Curry.

O filme A Concepção, de José Eduardo Belmonte, entra na seqüência, enquanto no subsolo a galera da festa Quebra Tudo pretende fazer exatamente o que diz o nome da festa. A top djéia Kammy faz as honras da casa para os holandeses Little J e Fabian Lionheart. Na sexta o fim de noite fica por conta do after-hours Sacode! que rola simplesmente até as 13 horas de sábado. Nessa hora, com sol a pino (ou com chuva, vai saber) o grafiteiro Piá, do Flash Back Crew, deixa sua marca registrada no subsolo. Vale lembrar que foi ele quem grafitou a entrada da Fosfo.

No Fosfobar sábado de tarde revezam-se vários DJs e um mercadinho divulga e vende peças de gente nova como Homem de Barro, Ave Maria, R.Groove, Camisaria Nacional, PluzBrasil e Athria Gomes.

E a discussão sobre estilo vai tomar corpo quando o estilista Ivã Ribeiro fizer, na tarde de sábado, uma performance vestindo meninas para um aniversário. E as estilistas Fernanda e Mariana vão mostrar homens usando saia, uma idéia que não é nova, Jean Paul Gaultier falava nisso nos anos 80 e os escocêses até adotam, mas vale tentar de novo. O chapeleiro Denis Linhares também vai dar o ar da graça com toda sua criatividade. Mas não pára por aí, ainda teremos à venda luminárias de ralo da Desenha.com.

Sai o estilo entra o lirismo. Enquanto o povo discute a moda como forma de expressão, no subsolo se discute sentimento e arte com sarau de poesia do grupo Versos da Meia Noite e performance de Gean Queirós. No fim da tarde Ana Baird apresenta o show Chave de Cadeia, que esteve na programação da Fosfo no verão. O VJ Vinicius Reis e o projeto Erotik Box enchem o telão do Fosfobar de imagens inspiradoras.

Flávio Colker exibe seu média metragem Metal Guru no sábado, no esquenta pro rock’n roll puro da festa On The Rocks. No bar Teddy e sua Lick It Up animam com seleção sexy/erótica e, acredito eu, também pitadas de rockabilly, paixão do DJ.

No final da noite e começo de domingo tem after-hours no Fosfobar com Club Hype e no subsolo rola o Tropical Beats, com Flow&Zeo. Domingo durante o dia continua o bazar e o pessoal da peça Sapatinhos Vermelhos faz uma leitura do conto de Caio Fernando Abreu.

Pra finalizar as trinta horas vai precisar de muita energia e quem fica encarregado de dar um upgrade nesse final de maratona são os DJs Maurício Lopes, Léo Janeiro, Breno Ung, Renato Bastos e outros DJs convidados.

Confira a programação completa

Bitsmag