Do Estilista verão 2009

Bitsmag

doestilista_verao2009.jpg

Do Estilista: Marcelo Sommer se perde em proposta de ícones femininos

doestilista_verao2009.jpg

Estilista se perde em proposta de ícones femininos 

Fotos: Marcia Fasoli e  Zé Takahashi (divulgação)

Marcelo Sommer é um criador nato e sempre soube mostrar bem seu imaginário, porém, desta vez, Marcelo escorregou. Nesta edição verão 2009 da SP Fashion Week não fica claro a que veio a coleção de verão Do Estilista que mostrou looks imaginários baseados em “ícones” femininos, além de apenas dois looks masculinos: palhaço e noivo. Aliado à tensão da entrada do desfile, que foi realizado no MAM, o Museu de Arte Moderna de São Paulo, em frente à Bienal do Ibirapuera, a proposta ficou diluida ou é ruim mesmo.

Roupas bem confeccionadas e com bordados à mão, fruto da parceria com Claudia Galdina, para compor looks de empregada, enfermeira ou anjo? Na verdade mais pareceu um conjunto de dicas de como compor o visual para a próxima festa à fantasia. Looks no entanto facilmente achados em qualquer casa de aluguel de fantasia, como a Casa do Ator, em São Paulo.

Mas quem gostaria de se fantasiar de empregada ou enfermeira? Nem é questão se é comercial ou não, já se sabe que Marcelo Sommer não mostra isso em seus desfiles. Mas, francamente, fantasias de “ícones” femininos é um tema que não agradou e ele não inovou, porque esses ícones que ele usou não têm a mínima graça. Aliás, versões mais bem humoradas dos mesmos ícones também podem ser encontradas em casas de objetos eróticos, as sex shops. 

Com exceção do look da Burka, bem humorado e que pontua um tema recorrente do mundo atual, a cultura muçulmana, nada interessou, nem mesmo como figurino para o musical A Novica Rebelde.

Clique na imagem abaixo para abrir a galeria 

{gallery}spfashion_verao09/doestilista_verao09{/gallery}

Bitsmag