Coluna Bafo: DJ Magal

Bitsmag

Coluna Bafo: DJ Magal

(Entrevista publicada em 11/11/2004)

dj_magal.jpg

O promoter Luiz Fernando é produtor da festa Xarope e escreve no Bitsmag a coluna Bafo SP, falando sobre as figuras chave da noite paulistana e também contando os últimos bafos. Com vocês a coluna Bafo SP!!!!!

Confira o site oficial do DJ Magal 

Bafo SP: Fale-nos um pouco do início de sua carreira. Como tudo começou?

DJ Magal: Sempre gostei de música, nasci no meio dos discos, meu pai sempre comprava. Quando tinha uns 14 anos meu irmão montou um equipe de som e a gente fazia uns bailinhos no bairro. Aí conhecemos o Marquinhos M.S. que também tinha uma equipe. Eles resolveram juntar as duas. Daí pra frente aconteceu tudo muito rápido.O Marquinhos recebeu um convite para tocar no Satã, como ele não podia ir às quintas me convidou e eu aceitei.

Bafo SP: Como foi trabalhar em casas que fizeram a noite paulistana como Cais, Madame Satã, Rose Bom Bom, Hoellish. O que elas tinham de tão especial?

DJ Magal: O Cais foi muito importante na minha carreira, foi lá que eu comecei a tocar EBM e conheci o Arthur Verrissímo.E foi lá também que começamos a tocar Acid House. Foi muito legal tocar nestes lugares, foi no Satã que eu aprendi a pesquisar, nunca ficar parado. Aquilo era novo pra mim. Porão, pessoas, música, teatro, entretenimento, tudo junto, diferente dos lugares que eu frequentava na época que eram mais Disco. O Rose era muito legal ficava numa galeria, tinha um público quase igual ao do Satã porém um pouco mais moderno. O soundsystem era melhor, dava pra tocar tudo: Rock 80´s, Pop, Rap, House, Acid House, New Beat, EBM. O Hoellish já era mais underground, era no mesmo lugar onde funcionou o Cais. Lá o som era 90% EBM. Foi a única casa na época que tinha uma loja de discos e uma de roupas .

Bafo SP: Na sua opinião quem são os novos DJs que estão se destacando no momento?

DJ Magal: Gosto de DJs que me surpreendam, que façam coisas diferentes, toquem coisas diferentes. Hoje gosto do Atum, Luca Lauri , Glaucia ++ , Ana Flávia , Techjun , Rafa de Jota, Bispo e o Schild.Tem uma molecada muito boa chegando aí, gostaria de ter mais tempo pra ouví-los.

Bafo SP: Teu som sempre foi mais pro lado do EBM, vc mantém estas influências até hoje ?

DJ Magal: Na verdade meu som é reflexo de todas as influências que tive desde a Disco. Depende muito do lugar que estou tocando. Qdo toco no Love ou na Circuto, gosto de pegar mais pesado, tocar um Electro/Techno forte puxando pro EBM. Já no D-Edge, Ampgalaxy, Tostex ouem outro estado,toco Electro com influências Disco,House e 80´s.

Bafo SP: Como foi tocar no show do Front 242, uma das principais referências da época e para uma platéia de 2000 pessoas?

DJ Magal: Pra mim foi um experiência muito legal, nunca tinha tocado pra tanta gente. Foi muito difícil porque não tinha um ambiente de pista.Algumas pessoas ficaram impacientes,tive que segurar a bronca sozinho. Mas foi por causa daquilo que me chamaram pra tocar em outros eventos grandes como a Circuito, Sonar e Gigolo Party .

Bafo SP: Você já esta partindo para a produção musical?

DJ Magal: Estou e já saiu minha primeira produção, Receiver no CD Bits Sessions (a primeira coletânea do Bitsmag).

Bafo SP: Como é pra você se apresentar no Rio de Janeiro? Onde já tocou?

DJ Magal: Adoro tocar no Rio,sempre fui muito bem recebido, tenho vários amigos lá.Já toquei no extinto Barão com Juana, Dama de Ferro, Fosfobox e Bunker.

Bafo SP: Você está na cena desde os anos 80, após 20 anos de trabalho. Como você vê a profissao de DJ?

DJ Magal: Estou muito feliz porque era isso que queríamos ( Eu e o Marquinhos ). Gostaria que ele estivesse aqui pra ver. Pra mim ser DJ é ter o poder de informar musicalmente as pessoas.

Bafo SP: Com tanto tempo de estrada você já viu muita gente chegar e desistir, qual teu conselho pra quem esta começando, pra que possa se manter tanto tempo no mercado assim como você?

DJ Magal: Já tive momentos difíceis também e nem por isso desisti. Na época do Satã pegava 3 ônibus com uma caixa de feirante cheia de discos. Pra todos que estão começando eu aconselho pesquisar muito, ser eclético, não se prender a um só estilo, ter paciência e acreditar sempre.

Bafo SP: Quais as tuas residencias atualmente ?

DJ Magal: Tostex ( Elektra ), D.Edge ( Cio 80´s), Exxex ( Katclub ) e Ampgalaxy ( Vênus Automática )

Bafo SP: Chart?

DJ Magal: 1-Alter Ego-Beat – The Bush

2-Hidden Variable – Neurobotic

3-Soft Cell – Memorabilia

4-Force Legato – System

5-Martini Bross – Big & Dirty 10-

Bafo SP: Quando está no Rio, o que gosta de fazer ?

DJ Magal: Gosto de ir à praia na Barra,visitar meus amigos ,beber e sair à noite .

Bafo SP: Quais seus projetos para o futuro ?

DJ Magal: Quero tocar fora do Brasil e investir mais nas produções.

Bitsmag